Pneus Maxxis Presa Detour – Teste completo

Já tem 6 meses que estou usando os Pneus Maxxis Presa Detour na minha V-Strom 650, e acho que chegou a hora de falar um pouco deles.

Este é o post que provavelmente ficou mais tempo em rascunho aqui no Blog. Desde que comprei os pneus tenho atualizado ele vez ou outra, e então acho que ele passará bem as minhas impressões com relação aos pneus ao longo do tempo.

Eu Fevereiro eu precisei trocar os pneus da minha Moto, e como estava precisando economizar um pouco de dinheiro, além de estar curioso com relação aos pneus Maxxis, eu resolvi arriscar e comprar os Maxxis Detour. A diferença de preço não era tão grande, mas também não era desprezível. Paguei R$ 850,00 no casal. Os Metzeller Tourance EXP, que usava antes, custavam R$ 1.100,00, portanto, R$ 250,00 mais caros, e os Michelin Anakee 2, que ainda não testei, R$ 1.200,00 o casal.

Como havia dito no post do teste de 12 mil km, eu achei os pneus originais da Bridgestone uma porcaria. Eles duraram apenas 12 mil km, eram pouco aderentes e me davam susto o tempo todo. Troquei pelos Metzeller Tourance EXP e rodei com eles por 20 mil km, e a aderência era excelente.

Coletei opiniões de alguns conhecidos que já usavam pneus Maxxis, e no geral eles estão satisfeitos com o desempenho, então eu resolvi dar um voto de confiança e testar. Minha moto estava com 32 mil km na época em que instalei os novos pneus, e agora está com 45 mi km, portanto, já rodei 13 mil km com estes novos pneus.

Desempenho em pista seca

Eu achei o desempenho “mediano”. Ele é melhor que os Bridgestone originais, mas é pior que o Metzeller… Isso com os pneus já um pouco aquecidos, pois frios eles são bem perigosos (acho que todo pneu é assim).

O que eu mais considero como bom indicador de desempenho é a aderência em acelerações e frenagens. Eu gosto de acelerar e é bem comum eu ter que frear bruscamente, no entanto, eu não sou do tipo que gosta de fazer curvas rápidas, nem deitar demais a moto. Nas raras vezes que exigi os pneus em curva, os pneus aderiram bem, mas não senti a mesma confiança que tinha com os Metzeler.

Um fato curioso é que este pneu gosta de fazer barulho… Freadas muito bruscas e curvas que realmente exigem mais dos pneus fazem eles “cantar”, como os pneus de carro. Esse comportamento, para mim, é novidade. Em todos estes anos nesta indústria vital, nunca tinha ouvido pneu de moto cantar, geralmente eles derrapam em silêncio, estes não, esses cantam “baixo” sem derrapar, e ao derrabar soltam a voz, chegando até a assustar quem não está acostumado.

Desempenho em pista molhada

Resposta rápida: Uma porcaria. Em pista molhada sempre temos que tomar cuidados adicionais e redobrar a atenção, andar mais devagar, frear e acelerar com mais suavidade, e etc… Mas ainda assim, tomei grandes sustos no início com esses pneus. Eles escorregam bastante, bem mais do que eu achei que fosse o normal, e quando a pista molha, eu simplesmente desisto de tentar qualquer peripécia com a moto. Ando devagar e evito completamente as situações que me fazem ter que frear um pouco mais rápido.

Desempenho off-road

O passeio que fiz com o Marcelo de Barros no início do ano já foi com estes pneus. O desempenho, na minha opinião, foi bom na terra. Dentro do esperado para estes pneus que não tem a pretensão de ser excelentes neste tipo de terreno. Para isso, existem pneus bem melhores, como o Metzeler Karoo T e o Mitas E-07.

Durabilidade

A durabilidade é um fator positivo nestes pneus da Maxxis. Estão durando bem! Coloquei na moto com 32 mil km. A moto já está com 45 mil, e os pneus ainda vão durar mais alguns km antes de acabar. Meu uso tem sido estritamente urbano, tenho viajado pouco, e só coloquei a moto na terra uma vez. São 13 mil km de uso diário no trânsito de São Paulo.

Conclusão

Esses pneus apresentam um bom custo-benefício. São mais baratos e oferecem desempenho razoável para quem faz uso normal da moto. Se você gosta de andar rápido, este talvez não seja o pneus mais indicado, mas sabendo conviver com essas características, é possível economizar alguns trocados. Eu provavelmente NÃO vou comprar outro par destes, pois quero testar os Anakee 2 para ver se é tudo isso que dizem mesmo.

Atualização de 16/11/2013

Finalmente troquei os pneus da moto, com 51 mil km. Os Maxxis Presa Detour duraram então 19 mil km no total. Coloquei agora os Metzeler Tourance Next, 100% asfalto. Em breve farei um review sobre eles.

Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário!

Compartilhe!