Crédito para comprar moto

Se você acha que o consórcio ou o financiamento são as únicas formas de comprar uma Moto de forma parcelada, está enganado!

Com o crescente aumento do crédito a uma parcela cada vez maior da população, novas formas de pagar aparecem, e algumas podem ser muito vantajosas dependendo do caso.

Cartão de crédito

Comprar uma moto no cartão de crédito é uma modalidade cada vez mais comum, em especial para as Motos mais baratas. As concessionárias costumam cobrar apenas a taxa que a operadora do cartão cobra delas (em torno de 5%), e parcelam a moto em até 12 vezes sem juros.

Cartão Motos

Essa modalidade tem como principais vantagens o baixo custo do crédito, e o fato da moto não sair com o documento alienado a nenhum banco, o que te dá liberdade para vender a moto caso queira sem se preocupar em obter autorizações da financeira.

A desvantagem é que, como o parcelamento é feito em no máximo 12 parcelas, o valor de cada uma delas pode ficar alto, o que exige um grande comprometimento mensal da renda. Além disso, é uma forma de crédito que exige que se tenha um bom limite de crédito, já que o valor das motos é alto. As concessionárias geralmente permitem o uso de vários cartões para fazer a compra.

Mas vale lembrar que, se eventualmente a fatura do cartão não for paga, os juros que incidem sobre a dívida são altos. Então é bom ter certeza antes de usar essa modalidade de crédito.

Crédito pessoal ou crédito consignado

É o famoso “crediário automático”, que é um crédito que o banco deixa pré-aprovado. Esta modalidade de crédito não costumava ser muito vantajosa devido as taxas de juros relativamente altas. Mas com a redução de juros atual, passa a ser uma modalidade a ser considerada.

Contratar o crédito faz com que o dinheiro caia diretamente na sua conta, e com esse dinheiro você pode comprar a moto. A vantagem é que você pode negociar condições especiais, já que vai pagar a vista e em dinheiro. A moto não fica alienada a nenhum banco, e você não paga nada a mais para a concessionária. Outra vantagem é não depender de limites de cartão, que em geral são menores do que os limites pré-aprovados do crédito pessoal ou do crédito consignado.

A desvantagem é que há juros nesta operação, então é bom ficar atento para não contratar um crédito que não seja vantajoso.

Financiamento e consórcio

Eu já fiz anteriormente algumas matérias sobre financiamento e consórcio, que são as formas mais tradicionais de parcelar uma moto nova.

Você já experimentou comprar uma moto usando cartão ou CDC? Comente aqui como foi!

Compartilhe!