GravatarMotos Blog » Curiosidades, Dinheiro

Consórcio ou Financiamento? Simule agora!

28 fevereiro 2011 Escrito por 36 comentários

Eu desenvolvi uma calculadora para auxiliar a quem pretende comprar uma Moto (ou qualquer outro tipo de bem) a decidir qual a melhor forma de crédito: Consórcio ou Financiamento.

Calculadora



A calculadora é simples de usar: Ela pede que você informe apenas 6 dados, e a partir destes dados, ela pode calcular qual será o custo final em cada modalidade de crédito (Consórcio ou Financiamento). Desta forma, é possível saber qual a forma de crédito mais vantajosa para que você adquira sua moto nova.
Para usar a calculadora, basta preencher os campos abaixo, e clicar no botão “Calcular”. Os dados não serão salvos, e servem apenas para gerar os resultados.

Exemplo

Para comprar uma Kawasaki Z750 dando R$ 3.000,00 de entrada ou lance, a forma de crédito mais barata é o Consórcio. Isso porque o custo final total do consórcio fica em R$ 46.016,50, e o o financiamento ficou em R$ 56.362,26. Dando R$ 15.000,00 de entrada, o Financiamento já se torna a melhor opção, pois seu custo cai para R$ 44.193,33, e o custo do consórcio se mantém o mesmo.

Simule agora!

Valor da moto a vista (99999,99)
Valor da entrada ou lance (99999,99)
Valor da parcela do consórcio (99999,99)
Quantidade de parcelas do consórco (999)
Percental de valorização da moto 0km (9,99)
Taxa de juro real do financiamento (9,99)

Compartilhe este texto!


Digite o seu nome e e-mail abaixo e saiba quando o Motos Blog é atualizado! Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail! É GRÁTIS!

Seu nome
Seu E-mail

36 comentários

  1. Vagner "Ligeiro" Abreu disse:

    Parabéns! Uma calculadora super útil mesmo =D.

    Só uma sugestão: não dá para colocar em um iframe ou algo assim, pois assim atualiza só a calculadora e não a página inteira =D

    • Daniel Ribeiro disse:

      Se eu coloco o sistema num iframe, os sites concorrentes podem usar sem mandar nenhum juice para o blog. Assim pelo menos eu dificulto a vida dos xupins. Além disso, eu ganho 1 pageview a cada cálculo, o que é excelente pra mim.

      Alem do mais, o site é rápido… Não tem necessidade de ser ainda mais.

  2. Guilherme disse:

    Mto bom!

    Uma sugestão: dar 1 exemplo atual, com valores reais (pode ser de um CG, scooter, CEBÊ300, etc)

  3. Heraon disse:

    Grande brother. Muito legal a calculadora. Fica bem fácil de saber qual a melhor opção de compra.
    Grande abraço e obrigado pela ajuda.
    Heraon.

  4. Rodrigo disse:

    Parabéns Daniel pela ótima idéia…show de bola…
    Fiz vários calculos em relação a tão esperada Z750…kkkk
    E vi nesses calculos que o financiamento só compensa se vc tiver 50% do valor do bem, caso contrário o consórcio é sempre a melhor opção.

    Um Abraço

  5. Aquino disse:

    Ótima idéia Daniel, com certeza vai ajudar muita gente!
    Parabéns!!!

  6. michél Virissimo disse:

    Daniel tu é o cara!

  7. Alexandre disse:

    Falando em consórcio, deixo aqui o meu protesto uma vez que a Bomba “se lixou” pra minha reclamação.
    Quando resolvi comprar a Suzi, liguei para o Consórcio Nacional Bomba para me informar como poderia ter o valor em espécie de cota em andamento ao invés de uma moto. Fui informado que seria necessário ser contemplado, lance ou sorteio, e estar com a quota quitada que após 60 dias a $$ estaria em minha conta corrente. Fui até uma concessionária, peguei a papelada, fiz os pagamentos e aguardei.
    Passados 60 dias e nada, liguei novamente e dessa vez a conversa foi a seguinte: 180 dias para o depósito. Tentei argumentar mas a resposta foi – são prazos da Bomba.
    Inconformado, entrei no site da Bomba e li as regras do consórcio. Está super certo. O prazo é de 180 dias mesmo. A grande cagada (desculpe) foi ter acreditado nos atendentes da Bomba. Nunca acredite na palavra de funcionários, que provavelmente devido aos baixos salários, não estão interessados em aprender e informar de forma correta os clientes de uma grande empresa. É assim que os “grandes” começam a perder espaço para os menores.

    • Daniel Ribeiro disse:

      Eles fazem isso pois o interesse deles é que você compre uma moto da marca deles, e não de outra marca. Todos os consórcios de fábrica são assim. Se vc não pretende comprar uma moto da Bomba, não deve comprar um consórcio deles. Existem empresas independentes de fábricas que vendem consórcios com taxas muito competitivas. Posso destacar o consórcio união e a rodobens.

      T+

  8. Leonardo Silva disse:

    Muito obrigado por disponibilizar tal calculadora. É de muita utilidade. Fiz os cálculos, e se eu comprasse a minha próxima moto hoje, descobri que a melhor maneira seria o consórcio. E o melhor que ainda explica o porque.

    Parabéns pelo blog.

  9. Rafael Bero Bero disse:

    Muito boa essa calculadora, esses vendedores de consórcio só querem saber de vender e vender, só pensam no lado deles nunca do cliente.

  10. Helione disse:

    Bom dia, Achei bem legal o simulador, principalmente quando aparece o resultado, bem didático. Só não sei onde buscar a informaçao do percentual de valorização do bem, pois tentei usar a calculadora para simular credito imobiliario x consorcio…

    • Daniel Ribeiro disse:

      Helione, a taxa de valorização varia de bem para bem… No caso das motos, geralmente é de 3% ao ano, mas pode flutuar muito. Por exemplo, a Suzuki GSX 650F se mantém no mesmo preço já a 3 anos.

      Este simulador, para imóveis, não é muito indicado. Isso porque o imóvel, depois de comprado, também valoriza, ao contrário da moto ou carro, que só desvaloriza depois de comprada. O percentual de valorização do simulador serve apenas para corrigir a prestação do consórcio, e não o valor do bem como um todo.

      Então se você compra um imóvel, digamos, de 100 mil hoje, seja financiado ou por consórcio, no ano que vem ele vai valer mais, e essa valorização também tem de ser considerada no plano.

      Sei que o blog não é sobre o mercado imobiliário, mas como eu ando procurando por isso também, posso te dar a dica: Consórcio imobiliário é para quem NÃO TEM PLANOS. Ou seja, se você depende do imóvel para casar, ou para ter filhos (se quiser filhos), ou para qualquer coisa que tenha um prazo máximo, fuja do consórcio. O consórcio não respeita o seu cronograma pessoal, e só é um bom negócio para quem realmente não está precisando do imóvel e quer apenas investir o dinheiro.

      O financiamento, apesar de ter juros, geralmente é a melhor opção, isso porque a valorização do imóvel supera os juros. Se você comrpa um imóvel financiado, em 10 anos, você vai pagar o dobro do preço do imóvel, mas daqui a 10 anos, seu imóvel vai estar valendo mais-que-o-dobro… Isso, é claro, se você escolher um imóvel com um potencial de valorização grande… Não adianta comprar num lugar supervalorizado, pois assim ele vai valorizar pouco.

      T+

  11. Diego disse:

    Acho que ta com bug. Nao consegui ver o resultado da calculadora :s

  12. Rosiell disse:

    Cara muito boa essa calculadora, gostei mesmo, mas quero observar algo, posso ter entendido errado, mas acredito que está havendo um erro de calculo da “entrada” em relação ao consorcio, pois a entrada está abatendo o valor do bem e calculando a diferença como se o consorcio fosse feito apenas da diferença que falta e não é assim, pois o consorcio é feito com o valor total do bem e a entrada serviria apenas adiantar algumas parcelas.

    • Daniel Ribeiro disse:

      Rosiell, a calculadora faz o seguinte:

      Pega o valor que você informa de entrada, e com esse valor:
      - Abate do valor total da moto, para obter o saldo devedor, e então calcular o financiamento
      - Abate da quantidade de parcelas do consórcio, para determinar quantas ainda terão de ser pagas, para poder determinar a valorização do bem no consórcio.

      A conta está correta. Quando você tem um consórcio e quer dar um lance (neste caso, o valor da entrada é o lance), o lance serve para abater parcelas do consórcio. É um adiantamento. Como o prazo para pagar vai diminuir, você também diminui a quantidade de reajustes. Considerando que o reajuste do consórcio é anual, se você reduz mais do que 12 parcelas do consórcio, você evita um reajuste.

  13. Sergio disse:

    Sem querer tirar o mérito da matéria eu gostaria de deixar uma contribuição:
    Boa ferramenta para ajudar na escolha mas o ideal mesmo é fugir de ambos. O financiamento, como todos sabem, além das enormes taxas de juros carrega várias outras taxas que oneram enormemente o custo final para o consumidor. Ele só deveria deve ser usado como último recurso em caso de extrema necessidade.
    O consórcio por sua vez é um bom negócio, para a administradora. Em alguns casos ele pode até custar menos que um financiamento mas não deixa de ser também um péssimo negócio. A pior situação de um consórcio seria você ir pagando até o final e só depois retirar o bem, o que não faria sentido algum. Por outro lado se for contemplado logo no início ficará com um bem que desvaloriza rapidamente nas mãos e uma enorme dívida pela frente. PENSE: Consórcio não é investimento. Investimento é você capitalizar seu dinheiro e depois, com maior poder de barganha, comprar o que bem entender.

    ABRAÇOS E BOAS CURVAS
    Sergio.

    • Daniel Ribeiro disse:

      Sergio, eu concordo plenamente. Comprar a vista é sempre melhor. Fiz a ferramenta apenas para que as pessoas interessas em parcelar a compra possam decidir qual a melhor forma de crédito para o seu caso específico.

      Obrigado pela dica!

      • Renan Costa disse:

        Claro que se eu pudesse guardaria.. Porém, no meu caso, que nao posso mais ficar dependente dos meus pais, nao tenho outra opção pois preciso mesmo da moto para trabalhar e etc..

  14. Fernanda disse:

    Gostei muito da calculadora. Eu estava com uma duvida imensa, e ela resolveu para mim.
    Parabéns, muito bem pensado e é de muita utilidade.

  15. Jean Carlos disse:

    Adorei o site muito explicado,e essa calculadora me ajudou bastante,vlw.

  16. Valter disse:

    Valeu pela ajuda, obrigado.

  17. Marcio disse:

    cara muito legal msm bacana abraço

  18. Conrado Ribeiro disse:

    Gostei muito da iniciativa da “calculadora”. Simples, prático e bastante útil. Me ajudou bastante. Obrigado e Parabéns!

  19. eder leal disse:

    Excelente Daniel!Quero trocar minha moto por uma maior,mas não quero mais financiamento,fiquei quatro anos pagando uma Suzuki yes,e acabei pagando duas motos,graças aos juros exorbitantes.
    Pretendo pegar uma Kasinski gt250 e agora tenho certeza que o consórcio é o melhor negócio!
    Quanto à pagar à vista,como disse o Sérgio,o cara tem de ser muito “muquirana e pão-duro”,para conseguir juntar 12 a 15 mil,sem se preocupar com as outras contas do dia-dia…

    Abração tchê!!

    • Sergio disse:

      Então pagar as prestações de um consórcio seria mais fácil?
      Neste caso então não precisaria ser muito “muquirana e pão-duro” para conseguir separar o valor das prestações todos os meses?
      Qual a diferença?
      Preciso mesmo pagar algém para administrar os meus recursos?
      Bom, se no meu orçamento cabe uma prestação de consócio então eu, teoricamente, posso pegar esse valor e ir capitalizando até juntar o suficiente para comprar o bem à vista.
      No caso de certa urgência o consórcio talvez não seja a melhor forma. Porque? Bom, para tirar por lance talvez eu tenha dar um valor muito elevado, que provavelmente eu eu não teria, e por sorteio eu só contaria com a sorte (loteria).
      E mais:
      Se eu for contemplado bem no início, o que a princípio seria o ideal, em pouquissimo tempo estaria com uma dívida maior que o valor do bem. Por outro lado, se eu for contemplado só no final do plano terei jogado fora bastante dinheiro, ja que capitalizando todo mês o valor das prestações teria juntado muito antes o valor para comprar à vista.
      Mas temos o livre arbítrio…

      ABRAÇOS E BOAS CURVAS.
      Sergio.

  20. Carlos Rocha disse:

    Ola Daniel, gostei, sempre comprei moto pelo consórcio e nunca pesquisei o financiamento sempre achando muito caro (dobro) e sempre dou lance, agora ja sei na próxima usarei a calculadora(a sua).

  21. Rogério Araújo disse:

    Concordo com o amigo Eder leal.A diferença entre juntar o dinheiro e assumir um compromisso está no lado psicológico,você asuume aquele compromisso de pagar todo mês,pois se trata de uma dívida bancária.
    Teoricamente,como o Sergio disse seria mais fácil juntar o dinheiro e pagar à vista,mas tem alguém aqui que consegue manter 5 ou 10 mil separados e ignorar possiveis dificuldades que podem aparecer?
    “Não posso mexer nesse dinheiro”,isso não existe!Ou o cara é muito pão duro,ou alguém paga suas contas,ou mesmo o sustenta;aí fica fácil juntar dinheiro.
    Quanto à desvalorização TODO e qualquer bem se desvaloriza no momento em que deixa a loja(ou revenda).Exemplificando,como o Eder pagou quase duas motos de um modelo que vale 5 ou 6 mil,mas na hora de vender,não pegará mais que 4 mil.Esse valor ele poderá dar de lance no consórcio reduzindo o valor da parcela ou o número total de vezes.
    Acho sim uma boa para ele.Abraço e boa sorte.

    • Sergio disse:

      Boas,

      “Quanto à desvalorização TODO e qualquer bem se desvaloriza no momento em que deixa a loja(ou revenda)”

      Óbvio, mas a diferença é que se o bem foi retirado no início de um plano de consórcio e, devido a uma “possível dificuldade”, o sujeito tiver que vende-lo, ele terá então uma dívida maior que o valor do bem. Ou seja, além de ter que se desfazer do bem por estar em dificuldade, não tendo como mante-lo e pagar a prestação, ainda vai sobrar uma dívida. (o problema neste caso é a dívida)

      “Não posso mexer nesse dinheiro”,isso não existe!Ou o cara é muito pão duro,ou alguém paga suas contas,ou mesmo o sustenta;aí fica fácil juntar dinheiro.”

      Bom, eu sou assalariado, já comprei duas motos usadas e quatro zero Km (hoje tenho duas), nunca utilizei consórcio ou financiamento e ninguém paga as minhas contas ou me sustenta, pelo contrário, eu é que pago as contas e sustento minha esposa e dois filhos. Pão duro também não sou pois vivo muito bem e de acordo com a minha renda, só procuro não me individar. (a única dívida que tenho é do financiamento da minha casa)

      Eu não estou aqui querendo dizer para algém o que deve ou não deve fazer, só que, pela minha experiência, na maioria dos casos, é possível sim fugir dos consórcios e financiamentos.
      Quem precisar disso então comece usando a calculadora do Daniel.

      ABRAÇOS E BOAS CURVAS.
      Sergio.

  22. João Henrique disse:

    Quero fazer o consórcio da Kawsaki Ninja 300R com freios ABS, e preciso tirar algumas dúvidas:

    Qual valor mínimo para entrada?
    Tem um tempo limíte para que eu possa pegar a moto?

    Posso dar um lance de até 2 mil reais.

  23. claudinei mamédio disse:

    muito boa, auxilia bastante.

  24. MAGNO disse:

    Mto bom cara.!!! Melhor do que eu estava esperando…. e ficou exactamente igual ao que o vendedor da loja me mostrou! Recomendo!!!



  25. Comente este texto!

    ATENÇÃO: Todos os comentários são revisados antes de entrar no ar. Antes de escrever, pense: "Se eu fosse o dono deste blog, eu aprovaria este comentário?". Propagandas serão apagadas. Caso queira anunciar no Motos Blog, clique aqui. Veja a nossa política de comentários. Pedidos de manuais não serão atendidos.

    Você pode usar estas tags:
    <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

    Este blog suporta Gravatars. Para ter a sua foto nos comentários, cadastre-se no Gravatar.