GravatarMotos Blog » Destaques, Dicas, Dinheiro

Como comprar uma moto nova (0km)


Já escrevi outro dia algumas dicas para comprar uma moto usada, mas comprar uma Moto 0km também pode ser uma dor de cabeça se você não souber alguns detalhes importantes na negociação.

Hoje existem basicamente três formas de você comprar uma moto Zero km: Por consórcio, Por financiamento, ou pagando a vista.
Por consórcio: Você compra uma cota, e quando sua cota for premiada (por sorteio ou por lance), você ganha uma carta de crédito para retirar o bem. Se o consórcio for do próprio fabricante da moto (como o Consórcio Nacional Yamaha, por exemplo), a moto sempre virá da fábrica diretamente para você, e você não poderá comprar a moto “na hora”. Ou seja, sua moto será encomendada, e depois de alguns dias, chegará na concessionária mais próxima. O consórcio geralmente é um produto da marca, e não da loja. Essas marcas tem seus próprios bancos, que cuidam de toda a parte financeira e de faturamento, isentando assim a loja de ter de atender aos clientes de consórcio.
Quem compra por consórcio não tem pressa para pegar a moto, então, este tempo que demora entre a solicitação e a entrega do bem geralmente não atrapalha muito a vida do futuro proprietário da moto.

Já quem compra a moto por financiamento, ou pagando a vista, geralmente é mais ansioso e não aguenta esperar muito para andar na moto nova. Eu confesso que sou assim, e é desse tipo de gente que vou falar hoje.
Ancioso
Quando você vai comprar uma moto, mesmo financiando, deve ter em mente de que a loja vai receber o dinheiro A VISTA, ou seja, uma vez que seu crédito é aprovado, o banco vai pagar a moto de uma única vez para a loja.

Imagine que você vai a uma loja de televisores. Você olha a vitrine, escolhe a TV que quer comprar, vai ao caixa, paga, e então pode levar a TV para casa. Pois é, com as Motos, deveria ser igual, mas nem sempre é assim. É muito comum você ir até uma loja de motos, olhar as motos em exposição (acreditando que o Show Room é o estoque da loja), então você fecha o negócio com o vendedor, paga, e só então descobre que a loja não tem a sua moto, e que sua moto vai levar entre 15 e 30 dias para chegar.
Show Room
Quando você for comprar uma moto, é importante perguntar insistentemente ao vendedor se a moto é para “pronta entrega”, ou seja, se a loja realmente possui a moto para te vender. Isso é importante principalmente se você planeja usar a moto nos próximos dias. Se a moto está “a faturar”, significa que a loja não tem a moto, e ela vai ter que pedir uma moto para a fábrica, o que pode demorar alguns dias. (ou muitos!)

Quando vou em uma loja eu tenho o costume de olhar a moto que quero comprar, para ver se ela tem algum defeito aparente, e caso a moto esteja perfeita, eu passo a prestar atenção ao NÚMERO DO CHASSI. E então, quando vou fechar negócio, exijo que a moto seja reservada no sistema da loja, e exijo algum tipo de comprovante que contenha o número do chassi da moto. Geralmente este comprovante é um papel chamado Pedido, onde consta os dados da moto. Desta forma, você garante que aquela moto não será vendida para outra pessoa, pois ela já está reservada a você. Se a moto está “a faturar”, a loja não tem condições de saber o número do chassi, pois afinal, a loja nem tem a moto em estoque.

Uma vez que a moto está reservada, você pode enviar sua ficha para o banco, e uma vez que o financiamento é aprovado, a loja já tem condições de emitir a Nota fiscal da moto. O banco precisa da nota fiscal para poder pagar o financiamento para a loja, portanto, quanto antes você conseguir fazer a loja emitir a nota fiscal, mais rápido o banco vai pagar a loja, e então, mais rápido você conseguirá sair com a moto da loja.

Quando a loja tem a moto em estoque, geralmente leva-se dois ou três dias para todo o processo de compra ser completo. No primeiro dia, você vai na loja, no segundo, o banco paga a loja, e no terceiro, a moto é entregue. Se você comprar a vista, poderá sair com a moto da loja já no mesmo dia. (Claro que estes prazos não consideram o tempo exigido pelo Detran para emplacar a moto)

Recentemente, compramos uma moto na Suzuki (a V-Strom), e um amigo que trabalha comigo também comprou, no mesmo dia, mesma loja e mesma vendedora, uma GSX650F. A loja possuia as duas motos no show room e a vendedora nos garantiu que ambas as motos estavam disponíveis a pronta entrega. A compra da V-Strom foi tranquila, exatamente da forma como eu descrevi acima, mas a 650F do meu amigo havia sido reservada por outra loja, e portanto, ficou bloqueada no sistema. Como aquela era a última moto do estoque, a loja teve de faturar uma nova com a fábrica, porém, não avisaram ele sobre nada disso.

GSX-650F

GSX-650F


Ele assinou os documentos do financiamento normalmente, esperando poder pegar a moto no mesmo dia que eu fosse pegar a nossa. O banco aprovou prontamente a sua ficha, e ele pagou a entrada no mesmo dia, por transferência bancária.

As notas fiscais, decalque do chassis, e outros documentos da V-Strom foram chegando, e os documentos da 650F dele não chegavam nunca. Como ele começou a ficar preocupado com a situação, foi até a loja falar com o gerente, e descobriu a verdade.

No fim, ele acabou desistindo da compra. Entendeu que a vendedora agiu de má-fé ao omitir a informação de que a moto não estava mais disponível (apesar da insistência em querer a moto a pronta-entrega) e o que sobrou no final foi a frustração dele, pois íamos todos os dias a concessionária ver o andamento da negociação, e ele aproveitava para namorar sua nova máquina. Montava na moto acreditando que seria aquela a sua, e quando ele descobriu que aquela moto já havia sido vendida e a outra demoraria pelo menos 10 dias para chegar, acabou perdendo a empolgação e deixando para comprar a moto em outra oportunidade (e certamente, em outra loja).

Mas comprar “a faturar” é errado? Não! Você pode conseguir ótimos negócios desta forma. Você pode barganhar um bom desconto no preço da moto, pois afinal, a loja não vai ter que dispor de capital próprio para montar um estoque. Ela vai usar o seu dinheiro para comprar a moto na fábrica, e vai ficar com uma parte do dinheiro como lucro. Você só não pode esperar que a moto fique disponível rapidamente, pois muita coisa pode afetar o prazo de entrega da fábrica, e a loja não tem como te garantir um prazo.

Você precisa ficar atento para não ser enganado. A transparência é fundamental em qualquer negociação, e se perceber que o vendedor está tentando te enganar, fuja! Procure outra loja, ou no mínimo, outro vendedor.

Compartilhe este texto!


Digite o seu nome e e-mail abaixo e saiba quando o Motos Blog é atualizado! Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail! É GRÁTIS!

Seu nome
Seu E-mail