O lado negativo da facilidade do crédito para financiamento de motos

Tudo tem 2 lados: o bom e o ruim. O cenário que o Brasil vive nunca foi melhor… o Real está bem valorizado frente ao dólar, as taxas de juros estão menores (mas ainda são altas, não se iluda), a produção está em alta, e as fábricas precisam escoar toda esta produção.

Existe muito dinheiro no mercado, dinheiro para financiar. Hoje é possível comprar Motos zero km em 48x sem entrada. Isso é bom por um lado, afinal, motos zero são o sonho de consumo de qualquer um, e a maior parte das pessoas, quando compra uma Moto, financia a perder de vista, e se preocupa apenas com o tamanho da prestação.

Existem dois problemas ai: um para quem já tem uma moto e outro pra quem vai comprar uma moto zero financiada. Quem já tem uma moto e quer vendê-la, sofre um problema que é a DESVALORIZAÇÃO do seu bem. Por mais que as tabelas de preço dos jornais e da FIPE digam quanto ela vale, baseado no ano, o mercado está bem abaixo disso. Além disso, a procura por motos usadas está muito baixa, pois a maioria das pessoas não tem dinheiro à vista para comprar uma moto usada, e as taxas de juros do financiamento de motos usadas é maior do que a taxa para financiar uma moto nova. Eu estou sentindo isso na pele. Estou vendendo uma Twister a um preço muito convidativo, e ainda assim está difícil de vender. As agencias de motos usadas não estão comprando, e estão lotadas de motos no estoque. As vendas estão ruins e não há perspectiva para melhorar.

O outro problema é para o comprador de motos novas. Ele compra um financiamento que cabe no seu bolso, mas não se dá conta de que o preço a vista que está pagando pela moto é absurdo! Muitas motos simplesmente não valem o que os fabricantes e concessionários cobram. Mas como a prestação cabe no bolso, o comprador acaba nem se importando com isso. Depois na hora de vender ou trocar de moto, sofre com o problema da desvalorização.

Moto não é investimento, é fato, mas antes você comprava uma moto e vendia pelo mesmo preço que pagou, 3 anos depois. Não perdia dinheiro nenhum, recuperava o dinheiro gasto (sem juros nem nada), minha Twister eu vendi assim ano passado.

Compartilhe!