GravatarMotos Blog » Yamaha

Yamaha XT660R ficou mais barata!


Boa notícia para quem pensava em comprar uma Bigtrail: A Yamaha reduziu o preço da XT660R!


A XT660R é uma bigtrail consagrada e uma das Motos mais versáteis disponíveis atualmente. É boa para cidade, para estrada e para terra. O seu problema era o preço praticado no Brasil: Por R$ 29 mil, pouca gente se dispunha a pagar o preço pela Moto que, apesar de tantas qualidades, não tem “nada de mais”, e por ser a única opção, a moto se manteve por muito tempo no topo do ranking de vendas da categoria.

A BMW então nacionalizou a G650GS e tomou de assalto o mercado da XT660R, oferecendo uma moto com ABS, computador de bordo, seguro barato e escudo azul-e-branco no tanque por R$ 30 mil. Uma pechincha.

Demorou quase 2 anos, mas a Yamaha reagiu a esta investida dos Alemães reduzindo o preço da agora espartana XT660R para R$ 25.8 mil, uma redução de mais de 3 mil reais, que finalmente trouxe a moto para um valor mais próximo da realidade.

A XT660R é uma trail monocilíndrica refrigerada a liquido de 660cc alimentada por Injeção Eletrônica. O conjunto foi pensado para ser simples e eficiente, sem firulas e perfumaria, e justamente por este motivo é que o preço estava salgado. A moto possui balança traseira de aço, quadro tubular em aço, guidão de aço, rodas raiadas aro 21 e 17 de alumínio e painel digital sem conta-giros e sem marcador de combustível. Falando assim, até parece que estou criticando a moto, mas não, ela é ótima! Essa simplicidade garante a robustez e a durabilidade necessárias para as motos com este propósito, mantendo os custos de produção e de manutenção baixos. É uma das motos mais usadas para frotas policiais e de bombeiros justamente por este motivo.

Painel da XT660R 2012

Painel da XT660R 2012

Pessoalmente ainda acho caro, poderiam ter reduzido mais uns R$ 1.000, mas acho que já é pedir demais para os Japoneses. Se tivessem reduzido o preço dela no ano passado, provavelmente eu teria comprado uma XT660R em vez da V-Strom. Mas para isso o valor do seguro também teria que baixar bastante. Hoje este é o maior problema da XT660R.

A Yamaha XT660R 2012 já pode ser encontrada com o novo preço em toda a rede de concessionários da marca no Brasil, e está disponível nas cores Preta e Azul.

Ficha Técnica

Motor
Tipo 4 tempos, monocilindro, 4 válvulas, OHC, refrigeração liquida, cárter seco.
Cilindrada 660 cm³
Diâmetro x Curso 100,0 x 84,0mm
Taxa de compressão 10,0:1
Potência máxima 48 cv @ 6.000 RPM
Torque máximo 5,95 kgf.m @ 5.250 RPM
Marcha Lenta 1.400 RPM +/- 100
Capacidade de óleo 2,9 litros
Combustível
Alimentação Injeção Eletrônica de combustível
Tanque de combustível 15 litros
Eletrônica
Ignição CDI/ECU
Partida Elétrica
Bateria 12V 8AH Selada
Farois 12 V 55/60W H4
Transmissão
Embreagem Multidisco banhada a óleo
Câmbio Manual sequencial de 5 velocidades
Transmissão final Por corrente
Quadro
Tipo Diamond Tubular em aço
Dimensões
Comprimento 2.240 mm
Largura 845 mm
Altura 1.230 mm
Distância mínima do solo 210 mm
Distância entre eixos 1.505 mm
Caster 27,25º
Raio de curva 2,4 m
Altura do assento 865 mm
Peso seco 165 kg
Suspensão
Dianteira Garfo telescópico hidráulico, sem ajuste, curso de 225mm.
Traseira Braço oscilante e amortecedor único, curso de 200mm.
Roda dianteira De alumínio, raiada, de 21 polegadas.
Roda traseira De alumínio, raiada, de 17 polegadas.
Pneu dianteiro 90/90-21 M/C 54 S com câmara
Pneu traseiro 130/80-17 M/C 65 S com câmara
Freio dianteiro Disco único flutuante e ventilado de 298mm mordido por pinça de 2 pistões
Freio traseiro Disco simples ventilado de 245mm mordido por pinça de 1 pistão.
Cores (2012) Preta ou Azul

E ai? Que você achou da redução de preço? Se anima a comprar uma XT660R agora?

Compartilhe este texto!


Digite o seu nome e e-mail abaixo e saiba quando o Motos Blog é atualizado! Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail! É GRÁTIS!

Seu nome
Seu E-mail

68 comentários

  1. Rodrigo Ferreira disse:

    A moto é linda, realmente a mão coça para pegar uma.

    não sei se é por que ela tem esse aro 21 na frente que eu particularmente não me agrada, outro dia vi uma azul estilo Motard que eu achei maravilhosa, mas para fazer tais modificações o preço para tal deve ser bem salgado, enfim que bom que as montadoras estão batendo de frente uma com as outras em relação a preço e qualidade. isso mostra que todas querem vender e se não se mexerem vão perder espaço no mercado e assim vendo as concorrentes voando na frente.

    Mas com tudo que tem a XT600R vou pegar mesmo se Deus quiser uma ER6-N.

    Fora o estilo da moto que me agrada o preço e o seguro tb são atrativos.

    Abraços Daniel comp sempre ótimo blog.

    • Sergio disse:

      Bom, aro 21 na dianteira é uma das principais características de uma trail. Serve para passar com maior facilidade por buracos e outras irregularidades do piso e também para melhorar o equilíbrio em baixas velocidades (maior efeito giroscópico).
      Eu não acho que as montadoras estão “batendo de frente umas com as outras”. Apenas aumentou um pouco a concorrência e, neste caso, não foi difícil para a BMW lançar uma moto com preço competitivo em relação à XTR que, sem concorrente no mercado, a Yamarrra cobrava um preço absurdamente alto por ela.
      Obs.: XT600R x ER6N = estilos e propósitos totalmente distintos.

      ABRAÇOS E BOAS CURVAS.

  2. Marcelo disse:

    Salve Daniel,tudo bom?

    Realmente você está implacável mesmo ein?!?!Um post por dia não é fácil não,e eu sei o trabalho que dá…então parabéns pelo seu trabalho!!!

    Sobre a 660,é legal citar que pelo painel é possível fazer o diagnóstico da moto,pois ele “vira” um Scanner,visualmente na tela é idêntico ao scanner que a yamaha usa nas concessionárias nas outras motos…

    Acho que é um ponto que é interessante pra quem quer comprar saber.Para mim,é um ponto muito positivo!

    Grande abraço e sucesso!

    • Edson disse:

      Importantíssimo. Além das funções normais é possível fazer diagnósticos e regulagens.
      Necessário saber fazer.
      Mas quanto custa um equipamento similar usado na oficinas ? A xt já vem com ele !

  3. Fernando disse:

    Na minha opinião, esta moto deveria custar de 18 a 20 mil no máximo, e já estava muito bem paga !

  4. Denisson disse:

    To adorando a noticia, sempre quis pegar a xt, mas agora quero a tenere660….será q tbm virá como preço reduzido?

    corrigir o artigo….os aros não são de ferro…

    Roda dianteira De alumínio, raiada, de 21 polegadas.
    Roda traseira De alumínio, raiada, de 17 polegadas.

    • Daniel Ribeiro disse:

      Opa, já corrigi. Hehehe
      T+

      • Edson disse:

        Ela não tem marcador de combustível, mas há um sensor na bomba que detecta quando o conteúdo do tanque fica com 5 litros.
        Ai acende uma luz laranja, chata pra caramba, que te obriga a ir para o posto o quanto antes. Mais para apagar aquela luz pentelha na cara da gente, que realmente por gasolina. rsrs

  5. André Melo disse:

    A moto é sensacional, gosto muito, porém por R$5.000,00 a mais acho que prefiro andar de BMW.
    Abraço

    André Melo

  6. Sergio disse:

    Boas,
    Concordo com o texto e na minha opinião ela agora passou de “absurdamente cara” para “muito cara”.
    Se a BMW resolver melhorar mais os preços das motos talvez depois de uns três ou quatro anos a Yamarrrrra reveja os seus. he he he

    ABRAÇOS E BOAS CURVAS.
    Sergio.

    P. S.: Parabéns pelas ótimas matérias Daniel.

  7. Edson disse:

    Correções :
    O quadro é de aço cromo-molibdênio (mais rígido e mais leve), bengalas dianteira Kayoba assinada pela Paioli, freios Brembo e as rodas são Italianas da marca San Remo em alumínio.

    • Edson disse:

      Detalhe : O painel tem contagiros, mas que só entra quando ativada a função de regulagem do “CO”. Onde se regula a mistura ar/combustível e a rotação da marcha lenta. O painel também indica os números de códigos de erros quando acontece algum problema. Indicando diretamente o problema e agilizando a solução.

      • Marcelo disse:

        Olá Edson,tudo bem?

        Sobre o conta giros,é possível andar com a motocicleta nesse modo de ajuste de CO?A informação que eu tenho é que não é possível,o rpm é visualizado na tela do painel apenas quando em modo diagnóstico para reparação.Creio que por esse motivo o texto diz que a moto não tem conta giros.

        Por favor me corrija se eu estiver errado,pois fiquei em duvida agora…

        Grande abraço

        • Edson disse:

          O Contagiros só é visível no modo de regulagem.
          Andando o tacômetro não aparece. Ele existe, mas é oculto e deve haver uma razão para isso. Pessoalmente gostaria desta função sempre presente.
          OBS.: Essas funções de diagnóstico e regulagens presentes no painel da XT 660r, só devem ser acessadas com conhecimento.

          • Marcelo disse:

            Obrigado pela explicação Edson,

            Por um momento achei que tinha aprendido errado o funcionamento e as limitações do modo Scanner na 660.

            Abraço!

        • Edson disse:

          Parabéns ! Estive lá no “Motordomundo”. Mais um bom espaço para os motociclistas.

          • Marcelo disse:

            Olá Edson,que bom que gostou!

            Sobre o scanner de moto que você perguntou,um bom custa ±3800,porém é possível diagnosticar várias motocicletas.

            Grande abraço!

  8. Sergio disse:

    Boas,
    Retificando meu comentário:
    Concordando totalmente com o texto só acho que o título mais adequado, no lugar de “Yamaha XT660R ficou mais barata!” seria:

    “YAMAHA XT660R BAIXOU DE PREÇO E FICOU MENOS CARA”

    ha ha ha …

    ABRAÇOS E BOAS CURVAS.

  9. Edson disse:

    Posso estar postando besteira, mas creio que haverá um queda generalizada nos preços praticados de motos maiores 0km.

  10. samuel passos brito disse:

    Caramba Daniel cheguei hoje de Belém do Pará e não pude acompanhar diariamente o blog!!!
    Parabéns pela cobertura do salão duas rodas.Vejo que o blog continua bombando.
    Já estou em casa..se Extrema estiver na programação vamos tentar de novo!!!

    • Daniel Ribeiro disse:

      E ai? Como foi a viagem? Tudo certo com a motoka?

      • samuel passos brito disse:

        Daniel a viagem foi maravilhosa!!éa primeira vez que viajo essa km e posso afirmar,tou com gás para viagar para Africar.
        A motoca foi bem e só consumiu 388R$ de gasolina e 10R$ para troca de oleo,isso porque eu levei de Caraguá isso na ida.Se fosse de 600cc ou 1000cc seria mais confortavel,mais para começar foi melhor que eu esperava.
        Foram 3015km de ida + 3015 de volta;demorei 3 dias e meio para ir, e dois dia e meio para volta.Por que essa diferênça? na ida foi lazer absoluto!!já na volta foi em ritimo de viagem, ou seja cabo….hehe mas com muita prudência.
        Tou aguardando o próxomo passeio do motosblo,mesmo que seja para comer chouriço em qualquer lugar. Agora com mais experiência nas estradas vou firme e forte.

        Valeu Daniel!!!e bora passear quando puder.

        • Daniel Ribeiro disse:

          É isso ai Samuel, parabéns pela viagem. Então a CEBÊ300R é parruda mesmo!

          Se você fez fotos, manda depois!

          Valeu!

          • samuel passos brito disse:

            Opa Daniel claro que sim!!
            A moto para andar entre 100 e 130, vai que vai e eu só queria isso para viajar com segurança numa estrada dezerta.
            Tenho muitas fotos eu vou te mandar.

          • samuel passos brito disse:

            Opa camarada faia feia hehehe!!!pegas as fotos que postei no facebook escolhe qual tu acha legal!!!elas são nossa valeu.

    • Zé Eraldo disse:

      Grande Samuel,
      Quem escreve aqui é o Zé Eraldo, voltamos juntos de Extrema até o posto de gasolina onde almoçamos naquele domingo, eu estava de XT vermelha, lembra-se de mim ? Fico feliz que tudo correu bem com você na viagem até Belém. Parabéns pela aventura, e se puder manda umas fotos aí para nosso colega Daniel disponibilizar para a gente. Aproveitando, como o post é sobre a moto que possuo, gostaria de dizer para o pessoal que a moto é show de bola. Tenho uma 2009 que peguei usada, com 2.800 km, por um preço que achei justo (R$21.000). Pelo que esperava da moto, superou minhas expectativas. A moto anda muito, e anda bem, tem estabilidade, vai bem no asfalto, e melhor ainda em terra (parece um tratorzinho). Eu particularmente prefiro essas motos que podem me levar a qualquer lugar, sendo asfalto ou terra. Uma coisa que vem me chamando atenção, quando estou em estrada asfaltada, tipo chega aí nuns 130 km/h mais ou menos parece que ela dá uma “estilingada”, como se um segundo estágio da injeção de combustível começasse a funcionar. Só sei que é muito legal, porque chega até a jogar o corpo para trás. Me falaram que é tipo de um controlador de giro do motor, que ao invés de cortar ele tipo “abre” o motor depois de uma certa rotação.Só sei que a moto não é fraca não. Ela vibra sim, mas como para mim uma velocidade ideal é na faixa dos 120/130, não é nada que me incomoda muito. Não gosto dessas comparações, ah, mas a Rórnet, mas a Bandit, mas a EJ6, porque são estilos diferentes. Cada uma, cada uma. Mesmo que comparar um esportivo com um 4×4. Para o trânsito em cidade, ela se sai muito bem também, único problema que pela taxa de compressão do motor que é alta, se você for fazer aqueles ram ram ram, até mesmo para reduzir, ela apaga o motor com facilidade,te deixando com jeito de bobo no meio do trânsito. O motor tem muito torque em qualquer marcha, e é muito fácil para você acelerar e se livrar de certas situações do cotidiano (carro próximo, ônibus, caminhão, etc, isso sem falar que para a maioria dos buracos, valetas, etc isso para ela não é nada) Ela tem uma altura legal, e passa de boa nos espelhos, e pode acreditar, mesmo sendo uma moto com lançamento de uns 7 anos já (primeiras 2005), ainda chama muito atenção (já teve motorista de carro que pôs a mão para sentir a saída dos escapes quando eu parei no corredor, um outro que tirou foto do ônibus com celular, rsrsrs). Faz falta sim para mim o conta-giros e o marcador de gasolina, mas já sabia disso quando comprei. A manutenção, segundo meu mecânico de mais de 12 anos já que faz a manutenção de todas as motos que já tive nessa época (Sahara, Falcon, Biz, XT, Yes, sempre tive Bombas (CG, Turuna, CEBÊ400, XLX 250, 350)me falou que é raro a moto apresentar defeitos, e a manutenção é bem mais fácil e barata do que similares de mesma cilindrada).O maior problema dela é que os ladrões gostam dela tanto ou até mais do que eu ainda, e isso começou a me dar muito medo no uso diário. Como dependo de moto para ir e voltar do trabalho todos os dias, acabei optando por comprar um meio de transporte alternativo rsrsrs (peguei uma Yes 125) e uso para ir e voltar do trabalho todos os dias (30 km) – como sou alto 1.85 e peso 94k fico parecendo aqueles urso de circo em cima de bicicletinhas, rsrsrs). Mas o que é bom que preservo meu equipamento (XT) para usar mais em passeios e viagens, já que não sou de ficar trocando de moto toda hora e ainda circulo com mais tranquilidade. Claro que nem todos podem ter duas motos, mas também nem todos moram numa cidade violenta como eu moro (SP-Capital). Se tivesse mais segurança usava a XT para TUDO. Levei sorte e achei um cara vendendo uma Yes com 484 km, aí perto da sua casa Daniel, em Osasco (bairro Cidade das Flores) por um preço bem honesto e acabei pegando. Bom, acho que a XT vale cada centavo do que investi nela. É uma moto que atendeu uns 95% de minhas expectativas. Se considerarmos que uma Xis ÉrreE300 (que é uma 250 melhorada, mas nem por isso é uma moto ruim, claro) está custando aí uns 17 mil, acho que o novo preço da XT (25 mil) é bem convidativo pelo que a moto oferece ( e ainda zero). Mas enfim, cada cabeça ( e bolso) uma sentença. Cada um tem o que ver o que é melhor para si e se decidir. Só sei que para quem gosta do estilo, não tem restrições de marca, gosta de uma máquiva versátil, que encara qualqwuer terreno, enfim, a XT660 é uma boa opção e bom custo/benefício. Bem, já falei demais , grande abraço a todos e até um próximo passeio.

      • samuel passos brito disse:

        Fala Zé como vai essa força?vou aproveitar um pouco do blog.
        Parabéns pelo texto e obrigado no que se refere a aventura,que de aventura não teve nada.As estradas que usei estavam um tapete e por isso fui bem.
        Outro detalhe que contribuio para isso foi,planejamento,disciplina e prudência prudência e mais prudência, e se Deus me permitir farei muitas outras viagem igual ou melhor.Se eu tivece uma moto maior faria igualzinho respetitando todos os limites, eu quero sempre ter boas histórias para contar devagar e sempre.
        Fica meu abraço pra tu e para o Daniel!!! O motosblog com todos os seus post ou artigo contribiram para que tudo ocorrece bem, tirei proveito de cada dica e comentário para essa viagem.
        A final de contas eu era meio motociclista, agora já tou batizado e posso contribuir com a minha “experiência”rsrs em comentários relacionado a dica de viagem curta é claro.
        .

  11. Mike disse:

    e como será que vai ficar o preço das usadas??

    sempre tive uma quedinha pela XT…será que agora vai??

    • Daniel Ribeiro disse:

      Olha, eu acho que a mudança só vai afetar o preço das usadas de 2011 ou 2012… De 2010 para baixo, já estavam bem desvalorizadas… o impacto deve ser menor.

      • Sergio disse:

        É verdade, o preço das usadas já estava mais adequado ao mercado mas mesmo assim acho que a tendência é baixar um pouco mais.

        ABRAÇOS E BOAS CURVAS.

        • Edson disse:

          Na real, qualquer moto se houver necessidade real de venda, o preço é muito baixo, baixo mesmo.
          Na pressa não existe bom preço, por melhor e mais cobiçado que seja o produto !

        • Mike disse:

          mas antes um impacto menor do que nada…hehe…
          esse impacto pagando pelo menos o seguro obrigatorio do ano é lucro!!

          Sergio, descule a curiosidade, mas que moto é a sua??pois vi vc comentado q se fosse de 600/1000 seria melhor e que gastou só $10 de oleo…imagino que seja um litro…

  12. Rodrigo Ferreira disse:

    Realmente caiu um pouco.

    Mas esta acontecendo com as motos usadas, o que acontece com os carros.

    Hoje o carro saiu da loja e já esta valendo R$ 3 mil ao menos…

    Como o mercado de motos vem crescendo e todas as atenções estão viradas para tal, o crédito e as vendas estão bombando.

    Tem muita gente que esta trocando seu carro por uma moto.

    e no meio desse furação quem ganha somos nós ou pelo menos parece né..rsrs

    Abraços!

  13. Luana disse:

    Daniel, 01:07 da manhã, vai dormir homem.

    (L)

  14. Credence disse:

    A Xt é o meu sonho, mas teria que voltar a estudar, pra ganhar mais. Hoje ganho R$ 600,00 por mês, por isso acho ela muito cara. É um absurdo a Yamaha não vender essa moto mais barata, para eu realizar o meu sonho. Está me forçando a largar o que eu gosto de fazer para estudar, não está certo. A Yamaha deveria falar com a Dilma e pedir para ela isentar essa moto do imposto, pois ela não serve para o meu trabalho, só para o lazer. Não entendo porque uma moto pode custar mais que um Uno Mille que carrega quatro pessoas!!!! Se essa moto custassem uns R$ 4000,00 no máximo daí poderia comprar! Já pensou se a Yamaha vendesse ela por isso, eu poderia comprar e quase todo mundo que eu conheço compraria. Nossa, que bom….

    • Daniel Ribeiro disse:

      Credence… R$ 600,00? Desse jeito, até para comprar uma Titan vc vai ter dificuldade… Precisa mesmo estudar para ganhar mais.

      Sarcasmo a parte… é uma questão de custo-benefício. Existem coisas caras, e coisa que custam muito… No caso da XT por quase 30 mil… estava custando muito mais do que vale. Ainda hoje é assim, mas a redução do preço melhorou a situação. Se for pensar desse jeito, todo mundo poderá cobrar o que quiser por qualquer coisa… E se ninguém comprar, colocar a culpa nas pessoas, afinal, “elas ganham pouco”… Não é por ai.

      Mas ganhando R$ 600,00, tem mais é que estudar mesmo…

      • Edson disse:

        Aí depende de onde ele mora e com quem mora.
        Se for solteiro morando com os pais e estando no interior. Compra uma moto tranquilo.
        Aqui no interior paulista os salários para quem é novo é isso mesmo, com anos de experiência e nível superior vai para uns mil e trezentos a mil e oitocentos. Se for professor é 800.
        Eu acabei de alugar (eu locatário) um ap. com 3 quartos/suite sala estar e jantar, garage,,, por 700. Aqui ganha-se menos, mas gasta-se menos também.

        • Edson disse:

          Corrigindo: Eu sou o Locador e não locatário !

        • Daniel Ribeiro disse:

          Edson, eu acho que o nosso amigo Credence estava sendo irônico e sarcástico porque eu disse várias vezes que a XT estava muito cara.

          O discurso dele é mais ou menos assim: “Não é a XT que está cara, é você que não tem dinheiro para comprar uma.”

          Pelo jeito que ele escreve, ele parece ser uma pessoa bem instruída, e pela postura, não deve ser um garoto novo. Ele certamente não ganha só R$ 600,00 tendo a educação e a perspicácia que tem.

          Mas isso tudo é O QUE EU ACHO né… Sarcasmo é complicado. É difícil de identificar, ainda mais por texto. Nunca fui muito bom nisso.

          • Edson disse:

            É… Aí a coisa muda mesmo ! Como diz a letra do Gonzaguinha “… É!
            A gente não tem cara de panaca
            A gente não tem jeito de babaca
            A gente não está
            Com a bunda exposta na janela
            Prá passar a mão nela… “

  15. Marcos disse:

    Passei hoje em uma concessionária e me pediram vinte e sete mil reais, frete carinho né? Alem disso a taxa de financiamento é a mais elevada das concorrentes e a avaliação da minha usada lá em baixo. Um cliente a menos … acorda dona Yamaha…

    BMW G650, Versys 650R e Transalp sem ABS estão saindo por 30 mil agora, viva a concorrência.

    • Edson disse:

      Vá em outras, é pra sair por uns 25 !… Ou, como é uma moto muito robusta, vc. pode adquirir por valor menor uma semi nova.

    • Daniel Ribeiro disse:

      A taxa de financiamento quem define é o banco, não a loja.

      Mas tá certo… O negócio é comprar onde te oferecerem mais vantagem.

      T+

      • Marcos disse:

        Verdade, mas na concessionária Yamaha que visitei só me ofereceram uma unica opção com taxa de 2,5% de juros ao mês (uma facada) e nas demais marcas a taxa mais alta foi de 1,5% a.m. para até 18 meses.

  16. kin disse:

    Bendita seja a BMW que trouxe uma moto de qualidade com preço real, na verdade dava até pra cair um poquinho mas tá legal já vem com itens de série bacanas. Não só Yamaha mas todas outras marcas não vão aguentar a pressão da BMW, único contra são as peças, mas a moto não estraga então a manutenção é quase zero, vale cada real investido. Agora quem paga 25 paga 30 então Yamaha sinto muito mas foi-se heheAUEHUEA simm sempre alguém vai comprar, mas com certeza esse número não chega nem longe das vendas anteriores.

    Eu vou ficar na torcida para BMW lançar uma 150 e uma 300 com todos itens de série pelo mesmo preço das marcas que se acham. Ai quero ver se não cai o preço e se a qualidade não melhora. Lançar uma 150 com ABS, roda de liga leve, partida elétrica, f-trip e outros pelo mesmo preço de um cg PELADA.

    Que venha BMW pra acabar com essa palhaçada que fazem com a gente!

    • Daniel Ribeiro disse:

      Kin, acho bem improvável (para não dizer impossível) que a BMW fabrique motos de 150 ou 300… Ainda mais nesse preço.

      BMW não é marca de “coisa barata” em lugar nenhum do mundo. Não vai ser aqui que vão fazer isso.

      A marca européia que mais perto chegou disso foi a KTM com a Duke 200… por R$ 14 mil.

    • Marcos disse:

      Concordo com o Daniel, BMW pequena só a G650 mesmo (legal ver no site da BMW Alemã a G650 Sertão). Ela deu uma sacudida legal no mercado; por exemplo a Versys nacionalizada modelo 2012 caiu para R$ 28 mil sem ABS e R$ 30 mil com ABS. Acredito que ainda tem muita gordura para queimar para as motos vendidas hoje na faixa dos R$ 20 aos 30 mil.

      • Rodrigo Ferreira disse:

        Eu tb acho que a BMW não vai se meter nas 150 até 300 não..

        Acho que a mais baixa vai ser essa G650.

        Mas bem que podia sair um 500cc para alegrar os meros mortais que ficaram viuvos da CEBÊ500 e da GS500 que não são mais antigas que a Bandit que desde que lançou, “eu acho” que nunca foi atualizada. ¬¬’

        Mas enfim é bom a Yamaha e Bomba se ferrarem mesmo.

        Mete a faca no consumidor, agora que baixou um pouco o preço absurdo da moto, vai perder não só no preço mas tb na qualidade.

        Precisamos de marcas que respeitem mais o consumidor brasileiro.

    • Marcos disse:

      Boa notícia para quem mora em SP – ABCDM, e não tinha opção de concessionária BMW. Te cuida Yamaha… Consumidor brasileiro é bem informado (graças ao motos blog, rssss), gosta de produtos modernos e com bom atendimento de pre/pós venda.

      “A Power Motorrad, nova concessionária de motocicletas BMW com a maior área de Vendas e Pós Vendas da América Latina, foi aberta para o público sexta feira 10/11/2011, na cidade de Santo André. A revenda conta com quase 2.000m² e possui, além de motos novas e semi novas, uma boutique com todos os equipamentos e acessórios originais, uma área reservada à entrega de veículos, oficina e lounge, dentro dos mais rigorosos padrões exigidos internacionalmente pela marca.

      São Paulo/Santo André – Power Motorrad Av. Dom Pedro II, 2300 Bairro Campestre Santo André/SP 09080-001 Tel/Fax: (11) 2534-2300″

      • Daniel Ribeiro disse:

        Conheci o Maurício Fernandes, sócio dessa loja, e o Raul Fernandes, diretor de marketing da loja. Ótimas pessoas. Fiz os cursos da BMW tendo eles como instrutores. Quando for comprar uma BMW, vai ser lá em Santo André.

      • Felipe Luiz Ramos disse:

        Consumidor brasileiro é bem informado? Só os internautas mesmo, por que o resto(grande maioria) são desinformados e burros!

  17. Jose Americo disse:

    Com a chegada da tenere eu so tenho a agradecer!
    Já estava planejando a compra da xt,mas quando veio a tenere por 31 mil e a xt por 28.200,fiquei com um pé atrás em comprá la,achando que a pequena diferença de preço entre elas seria um fator pra saída da xt de linha.
    Mas a situaçao melhorou,a xt abaixou quase 2000 reais,nao pensei duas vezes,fui à concessionária e peguei a minha xt preta 2012.
    Estou adorando a moto,nao há comparaçao com a xtz 250x que eu tinha e comparando a xt com a tenere,acho que a moto só é melhor no quesito viajem a longa distancia,devido a bolha maior e maior autonomia.
    De resto e na prática,é uma xt mais pesada,menos ágil e com o banco muuuito mais alto,atrapalhando a vida de quem tem menos de 1,80m…
    Sem contar que a tenere esta quase 6 mil mais cara.

    • Edson disse:

      Parabéns por sua aquisição e pelo exemplo sobre a paciência, que lhe rendei duas mil “dilmas”.
      A XT é uma moto áspera, e como vc. disse, pesada, pois o centro de gravidade é alto, mas isso nas curvas se traduz em muito prazer. A rigidez do banco é de fácil adaptação. Quanto a agilidade, quanto menor a moto muito mais ágil e versátil mesmo. Mas entre as médias, creio que a XT é a que proporciona melhor agilidade e “esperteza”.
      Na minha opinião, onde ela peca, é na incapacidade de rodar em baixa velocidade sem a necessidade de redução de marcha e mesmo assim…
      Reduzindo o pinhão em um dente talvez melhore, só que aumentará o consumo e as arrancadas, já brutais, se tornaram mais brutais ainda.

  18. Edson disse:

    Lembremo-nos que estão todos de olhos nos emergentes em função da europa decadente.

  19. Jose Americo disse:

    Parece que voce adivinhou Edson!
    Coloquei um pinhao de 14 dentes na moto e o resultado em baixas rotaçoes melhorou muito.Realmente em estradas se voce exigir muito o motor,com certeza ele ira consumir mais,p0is ira aumentar a rotaçao do motor,mas como eu privilegio o torque e nao sou de enrolar o cabo,a moto está fazendo 21,6km por litro!
    Concordo com voce sobre a ascençao das bmw,mas como a concessionaria bmw mais perto daqui fica a uns 350 km,inviabiliza comprar uma.
    No mais estou muito contente com a moto,realmente nesse caso,a paciencia pra mim foi uma virtude!!

  20. Cristiano Santanna disse:

    Acredito que até no segundo semestre de 2012, ela deverá cair ainda mais o preço. Devido aos novos lançamentos no mercado. Aguardem.

  21. Cristiano Santanna disse:

    Apesar de falar sobre o preço da XT, eu a considero uma excelente opção. Se estivesse errado, não se notaria no sentido da segurança pública a cada dia adotar este tipo de moto. Reparem meus amigos na polícia militar do Rio, na PRF de Minas e por aí vai. Acho que até os órgãos públicos viram a eficiência desta bela moto.

    Abraços,

    Cristiano Santanna

  22. José Américo disse:

    Assino em baixo Cristiano!
    O BOPE está usando várias xt 660 2012 pretas,igual a minha,rsrsrs….

  23. Cristiano Santanna disse:

    Imaginem só se a Yamaha lança no mercado uma moto tipo xt, só que supermotard, com 800cc , pneus 180mm na traseira e digamos, de 60 a 70 cv.Alcançando ao menos 200km/h. Reflitam.



  24. Comente este texto!

    ATENÇÃO: Todos os comentários são revisados antes de entrar no ar. Antes de escrever, pense: "Se eu fosse o dono deste blog, eu aprovaria este comentário?". Propagandas serão apagadas. Caso queira anunciar no Motos Blog, clique aqui. Veja a nossa política de comentários. Pedidos de manuais não serão atendidos.

    Você pode usar estas tags:
    <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

    Este blog suporta Gravatars. Para ter a sua foto nos comentários, cadastre-se no Gravatar.