Ir trabalhar de moto – Por que isso impressiona tanto?

Já há algum tempo eu tenho percebido que mesmo no meio das pessoas que andam de Moto existe um “receio” em ir trabalhar de moto. Muitas pessoas que tem o costume de andar de moto nos finais de semana não conseguem se ver usando a moto diariamente para ir e voltar do trabalho.

Gregory House e sua Moto - Ele é médico na série de TV Dr House M.D e vai trabalhar no hospital com esta moto



Quem mora em São Paulo sabe que quase todos os dias, entre as 7h e as 9h da manhã e 16h e 20h as ruas se entopem de carros, caminhões e ônibus. A cidade já não comporta mais veículos e o principal impacto disso é a lentidão no trânsito. É muito comum levar 2 ou 3 horas para cruzar a cidade. Em alguns lugares, percorrer 3 km é extremamente desgastante. Muitas vezes é mais rápido ir andando a pé do que ir de carro.

Mas mesmo assim, algumas pessoas que gostam de Motos e já tem o costume de andar com elas no final de semana usam carros para ir e voltar do trabalho, e muitas destas pessoas enfrentam diariamente o problema do trânsito para chegar ao trabalho, a faculdade ou em casa.

Transito congestionado em São Paulo

A minha principal dúvida é: Por quê? Porque estas pessoas, que já sabem andar de moto, já gostam, já são habilitadas, já tem experiência e já possuem motos, não usam as motos para ir e voltar do trabalho?
Tenho um amigo no trabalho (que inclusive lê o blog), que sai para passear todo final de semana, mas que durante a semana, insiste em usar o carro para vir (sozinho) ao trabalho. Hoje, ele se atrasou para ir ao trabalho, e como tinha uma reunião importante, decidiu vir com a moto. Ele então burlou todos os 100 km de congestionamento que havia hoje de manhã na cidade de São Paulo e conseguiu chegar ao escritório em 25 minutos (ele mora a 25 km do trabalho). Normalmente, ele gasta 1 hora para fazer este trajeto todas as manhãs (das Perdizes até Itapeví).

Uma vez perguntei para ele o motivo de ele não usar a moto para ir trabalhar, e ele disse que “é perigoso”. Poxa! E no final de semana não é perigoso?

Eu insisto na máxima de que “Moto não é perigosa. Perigoso é o piloto”. Eu uso moto para ir e voltar do trabalho desde os 18 anos de idade, hoje tenho 25, e nunca caí indo ou voltando do trabalho ou da faculdade. Eu já tive carro, mas não consegui me adaptar ao anda-e-para que me consumia a paciência, o combustível e o tempo, e a dificuldade de encontrar local para estacionar. Quem se machuca usando moto é porque não respeita a moto, não usa os equipamentos necessários ou não pilota com atenção.

Tenho outros amigos que usam a moto para ir e voltar do trabalho, uns sempre, outros, quase sempre, e outros ainda que esporadicamente, entendem as vantagens e realmente tiram proveito disso com segurança e consciência.

Seja qual for o cargo ou o trabalho da pessoa, acredito ser perfeitamente possível usar a moto com rapidez e segurança para chegar ao trabalho ou ir embora dele.

E você? Usa moto para ir trabalhar? Comente!

Compartilhe!