Como foi o 11º Maceiócycle

O 11º Maceiócycle foi um sucesso de público e repercussão. Extremamente organizado e com muita segurança essa foi sem dúvida uma das melhores edições desse tradicional evento.

Maceiócycle 2011

Desde quinta-feira a belíssima orla da cidade de Maceió foi invadida por centenas de Motociclistas e diversos motoclubes, com Motocicletas de todos estilos e tamanhos, representando todas as regiões do país. O evento contou com o apoio e participação de diversos clubes locais que animaram a festa e a deixaram ainda mais bonita. Os motoclubes mais tradicionais da cidade como o Águias M.C. que comemorou seus 10 anos de fundação, os Predadores M.C., os Morcegos M.C. e claro, os Abutres (diversas facções do nordeste estavam presentes) montaram stands com muito conforto e atrativos para seus membros e amigos.

Estande Escuderia Hayabusa


Estande do Predadores MC


Estande Águias


Estande do The Fool do Asfalto

Uma grande novidade esse ano foi o Encontro Nacional de Hayabusa, organizado pela Escuderia Hayabusa, que ocorreu de forma integrada ao Maceiocycle e que atraiu dezenas de proprietários e admiradores desse modelo para o encontro. A concentração de Hayabusas durante o evento foi tão grande que chamava atenção de todos que visitavam. Foi a maior concentração de Hayabusa que já houve no Nordeste e sem dúvida uma das maiores do país. Não é a toa que o Nordeste é a região onde o Motociclismo mais cresce no Brasil.

Estande Escuderia Hayabusa


Hayabusas


Hayabusas

A Escuderia Hayabusa, com o apoio da NOREP Suzuki Motos, montou uma estrutura diferenciada para receber os Escudeiros e seus amigos. O stand contava com exposição de Hayabusas 0km (com preços especiais para quem participou do evento), um amplo lounge climatizado com video-game para as crianças, acesso a internet, geladeira e local para guardar capacetes, além de banheiro exclusivo para o stand e um amplo estacionamento somente para motocicletas Hayabusa.

Estande Escuderia Hayabusa

Outra novidade de grande sucesso trazida pela Escuderia Hayabusa foi a transmissão ao vivo do evento via internet para todo Brasil (e o mundo) através do site www.escuderiahayabusa.com. Na sexta-feira (primeiro dia de transmissão) mais de 500 pessoas de diversas partes do Brasil acompanharam o evento pela internet, no sábado esse número foi de aproximadamente 1.000 pessoas.

Na quinta-feira o Maceiocycle teve um inicio mais tranquilo com poucos não-motociclistas visitando o evento, mesmo assim a participação dos motociclistas e dos motoclubes já era intensa. Na sexta-feira e no sábado, naturalmente, a movimentação foi muito maior, com diversos shows e uma programação cheia e bem variada. Ocorreram diversos passeios como o organizado pela Escuderia Hayabusa e o passeio oficial do Maceiocycle. Confraternização dos motoclubes, churrascos, apresentação do ROCAM – batalhão de motocicletas da PM-AL entre outras atividades.

ROCAM

Além da participação dos motoclubes estavam presentes quase todas as concessionárias de motocicletas da cidade, a Yamaha e Kasinski marcaram presença no evento expondo seus produtos em seus stands e fazendo promoções e sorteios, a Suzuki estava presente em parceria com o stand da Escuderia Hayabusa. Quem ficou de fora foi a Dafra, que não teve nenhuma participação no evento.

Estande Kasinski

As atrações musicais foram um show a parte, oito bandas se apresentaram numa mega estrutura montada no meio do evento, entre elas bandas de renome e destaque na região como $ifrão, Alma de Borracha e Barba de Gato garantiram a animação do evento.

O organizador do evento Neno Moreira ficou super satisfeito com o resultado do evento e já começou a planejar o 12º Maceiocycle. Os escudeiros responsáveis por essa edição do Encontro da Hayabusa, Cleydson Villar e André Souza fizeram diversos contatos com pessoas de todo Nordeste e já começaram a se movimentar para promover um próximo encontro de Hayabusa, Bahia, Pernambuco, Paraíba e Ceará são fortes candidatos a sediarem o próximo encontro.

O 11º Maceiocycle marcou a história dos encontros em Maceió e possivelmente no Nordeste. Foi democrático, eclético, seguro, saudável, amistoso, divertido, enfim, tudo o que se espera quando se une o espírito motociclístico com o objetivo de fazer uma grande confraternização.


Compartilhe!