GravatarMotos Blog » Destaques, Yamaha

Yamaha YZF-R1 2012 no Brasil


A Yamaha anunciou o lançamento da versão 2012 da sua Super Esportiva, a YZF-R1.

UPDATE: A R1 2012 americana e européia já foi lançada! Ela é diferente desta nacional. Veja a R1 aqui!
Mais conhecida apenas por “R1″, a versão 2012 da 1000cc Super Esportiva da Yamaha traz como novidade apenas os novos grafismos e cores. No mais, continua igual ao modelo do ano anterior. Não que precise de melhorias! A R1 continua sendo referência no seleto grupo das Motos mais velozes do planeta.

Yamaha YZF-R1 2012 Vermelha Direita

Yamaha YZF-R1 2012 Vermelha Direita


A R1 tem um motor de exatas 998cc, divididos em 4 cilindros em linha com refrigeração liquida e alimentação por Injeção Eletrônica. Até aqui, nada de novo, pois esta é a receita de quase todas as motos desta categoria. Mas existe uma grande diferença entre este motor e os demais: O virabrequim.

O virabrequim Crossplane é desenhado de modo que faça os pistões se movimentar de forma diferente dentro do motor. As ignições são feitas em anglos irregulares, de 90-270-90-270 graus, diferente do tradicional 90-180-270-360. Desta forma, o comportamento do motor fica muito parecido com o de um motor V4. De fato, este virabrequim é como um motor V8 cortado ao meio. Esta configuração resultou em uma entrega de torque mais linear, deixando a Moto mais fácil de controlar e com mais força em baixa e média rotação, ao mesmo tempo entregando mais potência quando ela é mais exigida: Em alta.

Virabrequim Crossplane e pistões

Virabrequim Crossplane e pistões

Muita gente critica este virabrequim por conta do som diferente do motor. É muito mais parecido com um som de uma moto bicilíndrica do que com o ronco constante dos 4-cilindros tradicionais. Mas sem dúvida a Yamaha sabe o que faz, já que a moto é recheada de tecnologia desenvolvida no MotoGP com a sua M1.

No Brasil a moto é importada oficialmente pela Yamaha, e já pode ser encontrada em toda a rede de concessionários. O preço sugerido é de R$ 57.000,00, e as cores de 2012 são a tradicional Preta, a Azul-e-branco, e a Vermelha-e-preta com grafismos, que na minha opinião, é a mais legal.

Yamaha YZF-R1 2012 Vermelha na pista de frente

Yamaha YZF-R1 2012 Vermelha na pista de frente

Especificações

Motor
Tipo 4 tempos, 4 cilindros em linha, 16 válvulas (8 de admissão são de titânio), virabrequim tipo “Crosssplane”
Cilindrada 998 cc
Potência máxima 179,3 hp @ 12.500RPM (sem admissão forçada)
Torque máximo 10,03 kgm.f @ 10.500 RPM
Combustível
Alimentação Injeção eletrônica YCC-T e YCC-I
Tanque de combustível 18 litros
Eletrônica
Ignição Eletrônica transistorada
Partida Elétrica
Farois 12 V, 55/60W x2
Transmissão
Embreagem Multidisco banhada a óleo
Câmbio Manual, sequencial, 6 velocidades
Transmissão final Por corrente com O-Ring
Quadro
Tipo Deltabox em alumínio
Chassis
Comprimento 2.070 mm
Largura 713 mm
Altura 1.130 mm
Distância entre eixos 1.415 mm
Caster 24º
Altura do assento 833 mm
Peso seco 177 kg
Peso em ordem de marcha 206 kg
Capacidade máxima de carga 180 kg
Suspensão
Dianteira Garfo telescópico invertido de 43mm, curso 119mm com ajuste de pré-carga, compressão e retorno.
Traseira Amortecedor único hidráulico com reservatório anexado, ajustável para baixa e alta velocidade na pré-carga, retorno e compressão.
Roda dianteira De liga leve, 17 polegadas
Roda traseira De liga leve, 17 polegadas
Pneu dianteiro 120/70 ZR17 M/C, sem câmara
Pneu traseiro 190/70 ZR17 M/C, sem câmara
Freio dianteiro Disco Duplo de 310mm com pinças de 6 pistões montadas radialmente.
Freio traseiro Disco simples de 220mm com pinça de 1 pistão.
Cores Vermelha, Azul ou Preta
Preço R$ 57.000,00

Compartilhe este texto!


Digite o seu nome e e-mail abaixo e saiba quando o Motos Blog é atualizado! Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail! É GRÁTIS!

Seu nome
Seu E-mail

16 comentários

  1. Piréx disse:

    Se segue o crossplane, seguem as reclamações dos usuários que em grande parte tem adoração pelo ruído do motor com o virabrequim tradicional. Eu acho que a qualquer momento a Yamaha desiste disso – apesar das vantagens.

    Abraços!

  2. Maykon disse:

    Esses pilotos devem ser muito ruim na direção.

  3. Assis disse:

    Oi, Daniel gostaria de colocar um debate se me permitir,aqui no seu blog, é que eu gostaria de saber e ao mesmo tempo, receber algumas opiniões,pois estou em duvida, sou de Minas Gerais, mas atualmente moro aqui em Lisboa Portugal, a 13 anos estarei de regreso ao Brasil em janeiro de 2012, quero comprar uma boa máquina, mas estou em dúvida de quais das 3 máquinas que irei comprar, pois são boas máquinas e que com certeza deicha muitas duvidas na cabeça de qualquer um,na hora de comprar, tenho os 3 exemplos e gostaria de saber opiniões, sobre estas exelentes máquinas ( Suzuki gsx1300 ) ( Kawazaki Ninja ZX14 ) E A famosa
    (YZF-R1 ) Obrigado, pela atenção.

    Assis

    • Daniel Ribeiro disse:

      Assis, a Hayabusa e a ZX14 são motos “Ultimate Sport Touring”, e a R1 é uma “Super Sport”. Elas são beeem diferentes entre si.
      A Hayabusa e a ZX14 são motos mais pesadas. Possuem potência similar a da R1, mas possuem muito mais torque, o que significa força, e acima de 250 km/h se torna bem evidente. São motos mais confortáveis para viajar distâncias mais longas e oferecem um conforto mínimo para quem vai na garupa.

      Já a R1, uma Super Esportiva, é basicamente uma moto de corrida. Ela é leve, ágil e muito potente… Tão potente quanto as duas anteriores, mas com a vantagem de ser muito leve, portanto, tem mais facilidade para fazer curvas de alta e para frear rapidamente. Ela tem comportamento ríspido e é “dura”, propositalmente, pois para andar rápido a moto tem que ser firme mesmo.

      Como viu, são motos bem diferentes… Você tem que entender isso para saber qual é o melhor tipo de moto para você.

      T+

  4. Assis disse:

    Daniel, obrigado pela dica.
    Quem sabe agente se encontra ai no Brasil, quando eu retornar.
    Abraços.

  5. np disse:

    olá

    gostaria de saber qual a diferença d comprar uma R1 numa importadora q custa 49mil(0 km) a uma da concessionaria custando 57mil(0Km). qual a desvantagens e as avantagen q tenho?
    obrigada

    • Daniel Ribeiro disse:

      Na Yamaha a importação é oficial. Você tem garantia de 1 ano diretamente com a Yamaha do Brasil. A moto é adaptada a gasolina Brasileira.
      Na importação independente, cada importador oferece condições diferentes. Cabe a você escolher o melhor. Mas em geral, a moto não vem adaptada para a gasolina Brasileira, e eles então colocam um Power Commander (ou outro Pigtail de ajuste de IE) para ajustar a mistura.

  6. Marcos disse:

    No final de semana vi uma 0Km na concessionária… é muito linda. Só não sei onde o pessoal “roda” com essa máquina, nossas estradas não estão preparadas. Só teria coragem de acelerar forte em um autodromo, rsrsrs.

  7. Gladston Reis disse:

    Cara eu tenho uma R1 2012 vermelha, posso dizer que a moto acima de 200km por hora é incrivelmente estável, parece brincadeira, mas é espetacular o que eles fizeram que com esse motor. O torque é elástico aparece desde baixa e vai até alta impressionante. Agora o ronco! Tem muita gente reclamando do ronco da R1, o ronco é basicamente igual aos do moto GP, bem diferente do ronco da moto em 2008e dos 4 cilindros tradicionais. Pra mim a unica coisa que a Yamaha fica devendo é o ABS, só isso, ronco pra mim não é importante, que digam as ducatis.

    • joao carlos disse:

      gladston , tb tenho uma R1 2012 preta , a moto é um monstro, e o ronco ?hahahhah mais lindo ainda,(uma coisa é os cara ver por video outra coisa é escutar o ronco pessoalmente ) . ABraço.

  8. Kusanagi disse:

    Vou comprar uma R1 2012, e estou muito ansioso confesso que no inicio o ronco me desanimou um pouco, porem só havia escutado no youtube, então queria ver e ouvir pessoalmente, fui até a concessionaria e me apaixonei, o ronco é lindo com os escapamentos originais imagina com um akrapovic, quer dizer com dois rsrsrs, vc tem uma supermoto, e ainda com um ronco de um V8, quando é que isso seria possivel? e o pessoal ainda reclama, pra mim é a realização de um sonho, supermoto com o som de um supercarro (não é tão identico assim) mas é show de bola, sem falar do controle de tração com 6 niveis e os mapas de injeção que ajudam a mudar o tipo de pilotagem, como já fa falaram ai, só faltou o ABS!

  9. Leopoldo Feitosa disse:

    Bom dia a todos.
    Caros amigos amantes das duas rodas, venho aqui falar um pouco sobre minha experiência, que diga-se de passagem não é muita, mas acho que é válida. Comecei numa 125cc, depois fui pra uma 250cc, cheguei a uma 600cc, todas Yamaha e sempre tive o desejo de uma SS. Dentre todas a que sempre me fez brilhar os olhos foi a YZF 1000 R1, mas confesso que ao ouvir o som gerado pelo seu motor com virabrequim Cross Plane fiquei decepcionado. Achei que pela primeira vez trocaria Yamaha por outra marca, o que me deixou triste, pois, convenhamos, acabamento, desempenho, tecnologia, entre outros atributos, a yamaha supera todas as outras. Com minha FZ6N 2009, tinha um pouco de esportividade devido ao motor erdado da R6 (que coloca qualquer CEBÊR 600 RR no bolso) porém não conseguia andar com as esportivas. Como a Yamaha não importa oficialmente a R6, sempre pensei em chegar numa R1, mas, como falei antes o ronco me deixou triste. Enfim, recebi uma proposta de uma R1 2012 zero irrecusável e resolvi arriscar. Digo-lhes caros colegas: QUE MOTO!
    Um canhão…
    Bem, pra encerrar, confesso: de um frustrado e nostálgico admirador do som Screamer, a um satisfeito e otimista consumidor do Cross Plane. Antes de falar sobre, achei melhor ter a experiência de ter esta máquina que é a R1.

    ps.: Ah, para os que querem uma 1000cc apenas pra sair bem na foto e serem notados pelas minas, vai um conselho, a R1, mesmo sem roncar, pára qualquer trânsito. Respeito não se ganha no grito!

  10. Roberto Souza disse:

    Meu com esse barulho de taquara rachada !!! não dá …

    nada se compara aos 4 cilindros tradicionais … emoção … se é que me entendem …

    Com certeza as vendas da yamaha não devem ir lá aquelas coisas …

    Haja vista o quão atrativas estão a zx 10, s1000rr, srad 1000, e a Bomba com a CEBÊr … Todas com 4 cilindros tradicionais …

    Penso que a Yamaha quis fazer graça … e está na contra-mão pelos menos em relação ao continente americano (sul/norte/central) ….

    é isso …

  11. SIDNEI SILVA disse:

    Olá, Daniel, infelizmente me decepcionei com a R1 comprei uma zero 2010 em apenas dois anos de uso está me dando um problema danado, primeiro foi o tensor de comando, ligado na Yamaha falaram que não tinha garantia, foi trocado e mesmo assim a moto não pega, foi conferido o ponto dela e está tudo Ok, agora tenho que abrir a parte de cima, na revenda onde comprei eles falaram que é um problema da Yamaha, ora quem vende Yamaha não dá garantia das coisas que vende, deveria fechar. Minha moto foi feita todas as revisões religiosamente na Yamaha, está com apenas 12.000 km. è um desrepeito com os consumidores e amantes do motociclimos pois agora que tive oportunidade de ter uma moto estou neste impasse e decepcionado com a Yamaha, olha que a minha é importação Oficial…deixo o meu recado aos amantes do motociclismo na hora de adquirir uma YAMAHA.

  12. cristiano santanna disse:

    O problema da R1 é a sua traseira, o modelo 2008 era bonito,nao sei por que encurtaram a traseira da moto?



  13. Comente este texto!

    ATENÇÃO: Todos os comentários são revisados antes de entrar no ar. Antes de escrever, pense: "Se eu fosse o dono deste blog, eu aprovaria este comentário?". Propagandas serão apagadas. Caso queira anunciar no Motos Blog, clique aqui. Veja a nossa política de comentários. Pedidos de manuais não serão atendidos.

    Você pode usar estas tags:
    <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

    Este blog suporta Gravatars. Para ter a sua foto nos comentários, cadastre-se no Gravatar.