Yamaha YZF-R1 2012 com controle de tração

A Yamaha apresentou sua nova versão da sua super esportiva de 1 litro, a R1 2012.

Yamaha YZF-R1 2012


A YZF-R1 é um verdadeiro mito entre as super esportivas e até hoje tem espaço garantido no coração dos fãs da Yamaha. E em 2012 a marca dos diapasões modificou um pouco a Moto – que já se mantinha a mesma desde 2009.

A modificação mais importante não é visível: Agora a R1 conta com um sistema eletrônico de controle de tração, que pode funcionar em 6 níveis diferentes, além de poder ser desligado caso o piloto queira.

Na prática, o sistema permite que o piloto “enrole o cabo” sem se preocupar se a moto irá escorregar. Dessa forma, fica mais fácil domar os 182 cavalos de potência da R1, que pesa apenas 206 kg (em ordem de marcha).

Yamaha YZF-R1 2012


Abro um parêntese aqui para falar um pouco sobre isso. Há quem defenda que mais vale uma R6 do que uma R1, pois além de ligeiramente mais leve, ela é mais “fácil de controlar”, já que o comportamento menos agressivo não assusta tanto. Mas com a tecnologia cada vez mais presente nas Motos esportivas, este argumento acaba ficando obsoleto, já que o piloto menos experiente pode simplesmente deixar o controle de tração no nível mais alto, e acelerar nas curvas sem se preocupar tanto. E nas retas, terá todo o desempenho do motor 1000cc a seu favor.

Além do controle de tração, a R1 também ganhou pequenas modificações mecânicas e na Injeção Eletrônica, para melhorar o comportamento do motor de um modo geral.

Visualmente, a nova R1 também ganhou algumas modificações. Nova carenagem frontal, novas pedaleiras em alumínio e novo farol com leds. Tudo para manter atualizado o design da moto.

Yamaha YZF-R1 2012

Esta versão da YZF-R1 só saiu lá fora. A versão 2012 da R1 do Brasil já foi anunciada, sem modificações, então esta R1 nova só deve chegar por aqui no ano que vem, sendo modelo 2013. Lá fora, o preço da R1 se inicia em US$ 13.990,00.

Ficha técnica

Motor
Tipo 4 tempos, 4 cilindros em linha, 16 válvulas (as 8 de admissão são de titânio), virabrequim tipo “Crosssplane”, cárter úmido
Cilindrada 998 cc
Potência máxima 182 hp @ 12.500RPM (sem admissão forçada)
Torque máximo 11,7 kgm.f @ 10.000 RPM
Combustível
Alimentação Injeção eletrônica YCC-T e YCC-I
Tanque de combustível 18 litros
Eletrônica
Ignição Eletrônica transistorada, com controle de tração integrado
Partida Elétrica
Farois 12 V, 55/60W x2
Transmissão
Embreagem Multidisco banhada a óleo
Câmbio Manual, sequencial, 6 velocidades
Transmissão final Por corrente com O-Ring
Quadro
Tipo Deltabox em alumínio
Chassis
Comprimento 2.070 mm
Largura 715 mm
Altura 1.130 mm
Distância entre eixos 1.415 mm
Caster 24º
Altura do assento 835 mm
Peso seco 177 kg
Peso em ordem de marcha 206 kg
Capacidade máxima de carga 180 kg
Suspensão
Dianteira Garfo telescópico invertido de 43mm, curso 119mm com ajuste de pré-carga, compressão e retorno.
Traseira Amortecedor único hidráulico com reservatório anexado, ajustável para baixa e alta velocidade na pré-carga, retorno e compressão.
Roda dianteira De liga leve, 17 polegadas
Roda traseira De liga leve, 17 polegadas
Pneu dianteiro 120/70 ZR17 M/C, sem câmara
Pneu traseiro 190/55 ZR17 M/C, sem câmara
Freio dianteiro Disco Duplo de 310mm com pinças de 6 pistões montadas radialmente.
Freio traseiro Disco simples de 220mm com pinça de 1 pistão.
Cores (2012) Azul e branca, Vermelha e branca ou Preta

Mais fotos

Que você achou? Gostou que a Yamaha colocou controle de tração na R1?

Compartilhe!