Como comprar uma moto e não ter problemas com a família

Eu cresci em uma família de Motociclistas. Meu pai é mecânico desde os 14 anos de idade, e tem sua própria oficina há 26 anos. Minha mãe sempre pilotou, então meu irmão e eu crescemos em uma família que sempre usou e incentivou o uso de Motos. Tenho motos desde os 12 anos de idade, comprar a primeira Moto não foi um problema pra mim. Mas sei que esta não é a realidade de quase ninguém, e que a maioria das pessoas enfrenta um problema dentro de casa quando começa a se interessar pelas motos.

Logo no começo tem o preconceito. Todo mundo acredita que motos são máquinas de matar, o que não é verdade, mas este é o principal argumento de quem não quer que você compre a moto. Você então começa a perceber que terá de resolver um problema muito maior do que simplesmente comprar a moto. É um problema cultural, que exige calma.

Você pode tentar usar um dos seguintes cenários:

  • Moto é um símbolo de rebeldia, você pode comprar uma moto para demonstrar sua rebeldia, e neste caso, o que a sua família pensa pouco importa, afinal você está revoltado e não se importa com a opinião deles.
  • Moto é o meio de transporte que você pode pagar. Você é um jovem adulto que precisa se locomover mas não tem tempo para o transporte público e nem dinheiro para um carro.
  • Moto é o seu passa tempo, seu brinquedo. Simples assim, ela fica encostada durante a semana, e aos fins de semana você a pega para dar um volta.
  • Você não gosta de carros, não tem paciência para o transito engarrafado. Precisa de uma moto para fazer seu tempo render. Sente que poderia acordar mais tarde e chegar mais cedo se tivesse uma moto.

As dicas que dou para facilitar o processo são:

  • Faça a habilitação para motos (Categoria A). Não compre a moto antes de ser habilitado. Se o DETRAN diz que você é capaz de conduzir uma moto com segurança, quem é que vai dizer o contrário?
  • Fale sobre as vantagens, sobre seus ganhos de tempo e economia de dinheiro, faça propaganda positiva.
  • Nunca fale dos problemas, nunca reclame. Afinal, você escolheu a moto e tem que saber conviver com suas características. Sempre que você fala mal da moto para alguém que não gosta de motos, este alguém vai te dizer “larga essa moto e compre um carro!”
  • Conte o que vai fazer antes de fazer. Não compre a moto para fazer surpresa. Faça sua família sentir-se parte da sua decisão (exceto se você for o tipo revoltado).
  • Compre equipamentos bonitos e bons. Invista um dinheiro nisso. Além de te proteger, vai te destacar da maioria dos motoqueiros, e vai te fazer parecer (e de fato ser) mais responsável. Além é claro de te reverter conforto.

É isso, espero ter ajudado. E se você tem algum dica, escreva um comentário!

Compartilhe!