Escapar do trânsito com efetividade – Andar de moto com conforto, segurança e economia

O trânsito caótico dos grandes centros está cada vez pior. A cada dia, mais e mais carros, caminhões, Motos e ônibus entram em circulação, piorando exponencialmente a situação. É comum em São Paulo, por exemplo, levar mais do que uma hora para percorrer um pequeno trajeto urbano. A situação piora para quem tem que percorrer longas distâncias ou cruzar a cidade. O resultado disso é gasto de combustível excessivo, desgaste do carro com o “anda-e-pára”, e o pior: Seu nível de estresse aumenta, sem tempo diminui e sua qualidade de vida fica no segundo plano.

Cruzamento em São Paulo

Atualmente, muitas pessoas estão optando pela Moto para realizar seus deslocamentos diários. A frota de motos no Brasil tem crescido mais do que a de carros, o que significa que o sucesso deste veículo tem sido satisfatório e tem agradado a quem se deu a chance de entrar para este mundo novo.
Antes de tudo, devo alertar que não se deve generalizar em relação aos Motociclistas. A maioria esmagadora dos motoqueiros que vemos pelas ruas não sabe andar de moto! E isso não significa que eles não sabem manusear a Motocicleta, mas significa que não sabem se comportar e nem se proteger com os EPIs (equipamentos de proteção individual) adequadamente, comprometendo assim a sua segurança individual.

Como NÃO andar de moto

Como NÃO andar de moto

A moto, por definição é “um veículo motorizado de duas rodas capaz de desenvolver velocidade de cruzeiro com segurança”. Significa que é perfeitamente seguro andar de moto, desde que os ocupantes estejam devidamente protegidos e o condutor pilote respeitando as leis, as outras pessoas e a sua própria motocicleta.

É perfeitamente possível usar uma moto para fazer os trajetos do dia-a-dia, aproveitando a economia que só uma moto pode proporcionar, sem abrir mão da segurança e do conforto. Uma moto de 250cc pode fazer até 30 km com 1 litro de gasolina. Além disso, por ser menor, é muito mais fácil arrumar lugar para estacionar, pode trafegar entre os carros parados, o que certamente é um diferencial e te fará chegar mais cedo ao seu destino.

O equipamento necessário para usar com a moto pode ser caro, porém, ele é o que garante que você terá segurança e conforto ao pilotar a moto. Eu costumo dizer que a moto representa apenas 2/3 do custo total, e que você deve estar preparado para comprar todo o equipamento no mesmo momento em que for comprar a moto.

Este equipamento consiste de:

  • Um bom Capacete

    Capacete


    Um bom capacete está muito além do selo do Inmetro. Um bom capacete deve ser confortável, não pode forçar o nariz nem o queixo. Deve cobrir do topo da sua cabeça até um pouco abaixo do seu queixo. Deve ter entradas de ar (que podem ser abertas e fechadas a vontade do usuário). Deve ter também uma boa viseira, com acrílico de pelo menos 2 mm de espessura, com tratamento anti-risco e anti-embassante. Evite os modelos “coquinho” ou “peruzinho”, que são abertos e não tem viseira, ou ainda os que têm a viseira mas não tem queixo, pois eles não protegem o seu rosto.
  • Uma jaqueta impermeável com proteções

    Jaqueta Impermeável com proteções


    Uma boa jaqueta para uso diário deve ser feita de material impermeável, que resiste a chuva e não vai te molhar e nem a roupa que estará usando por baixo dela. Além disso, ela deve ter proteções nos ombros e cotovelos. Algumas também tem proteções nas costas, o que certamente é um diferencial. Prefira as que tem pelo menos os bolsos laterais na altura das mãos, pois fazem falta para guardar as chaves da moto. Procure saber também se ela possui pelo menos um bolso interno, para que possa guardar suas coisas que são sensíveis a água. Algumas jaquetas possuem a forração interna removível, sendo assim, em um dia de calor você pode remover esta forração e usar a jaqueta sem esquentar, apenas te protegendo, enquanto que em um dia de frio, você coloca a forração e fica protegido do frio também.
  • Uma calça impermeável com proteções

    Calça Impermeável


    Assim como a jaqueta, a calça deve ser feita de material impermeável e com proteções nos joelhos. Bolsos na calça são dispensáveis. Prefira sempre uma calça da mesma marca da jaqueta, pois normalmente existe um zipper nas duas peças, que serve para uni-las e torna-las um único macacão, que fica muito legal para andar mais rápido ou para encarar alguma viagem.
  • Um par de luvas impermeáveis

    Luva Impermeável


    Um par de Luvas é necessário para proteger suas mãos e para evitar que o vento gerado pelo movimento da moto entre pelas mangas, inflando assim a Jaqueta e aumentando a resistência do ar. Prefira os modelos impermeáveis.
  • Um par de botas impermeáveis

    Botas Impermeáveis


    As botas protegem seus pés e canelas contra tombos e contra a chuva. São importantíssimas. Invista em um bom par de botas.
  • Um Bauleto

    Moto com bauleto

    O bauleto é aquele pequeno baú fixado no bagageiro da moto. Normalmente nem o bagageiro e nem o bauleto vem junto com a moto e você deve comprar separadamente. Algumas concessionárias fazem promoções para a aquisição das motos, dando o bauleto de brinde. Ele é extremamente útil, pois enquanto você está andando com a moto, nele ficam a sua mochila e seu sapato, e enquanto a moto está estacionada, ficam nele o capacete e suas roupas de moto. Para isso, prefira um bauleto com 45 litros de capacidade, pois nos menores não cabem tudo e certamente você terá que ficar carregando algumas das peças de roupa por ai.

Você dificilmente conhece alguém que anda com tudo isso, mas provavelmente conhece alguém que já se feriu gravemente numa moto. Ai está o motivo.

O jeito certo de andar de moto

Use sempre a Jaqueta, a Calça e as Luvas próprias para uso em moto. Além de te proteger, eles evitam que suas roupas cheguem sujas, amassadas ou com cheiro de poluição. Na moto, a poluição do ar vai toda para a sua roupa, então, que seja na roupa que você usa apenas na moto, e não na roupa que vai usar dentro do escritório, não é mesmo?

Usar a moto para ir e voltar do trabalho, da faculdade, ou de qualquer outro lugar pode significar muito mais tempo livre e muito menos dinheiro gasto. Algumas motos conseguem andar até 40 km com um litro de gasolina, informe-se sobre os tipos de moto mais indicados para o seu uso! Comente aqui no Blog e eu te ajudo a escolher!

Se você ficou interessado, entre para uma moto-escola, e faça a sua carteira nacional de habilitação (CNH), categoria “A” (para motos). Depois, procure uma boa moto para começar. As melhores são as de 250cc, pois não são nem muito fracas para as rodovias, nem muito fortes a ponto de exigir experiência demais do piloto.

E não deixe de visitar sempre o Motos Blog e contar como está sendo a sua experiência com a moto!

Este texto está participando da Promoção de Verão do Efetividade.net. Se você tem um blog sobre qualquer tema, participe também! www.Efetividade.net

Compartilhe!