GravatarMotos Blog » Acessórios, Dicas, Legislação, Preparação, Tuning

Escapamento esportivo – O guia definitivo


Recebo muitos e-mails de pessoas com dúvidas sobre escapamentos esportivos, desde dúvidas relacionadas a legislação até técnicas, como desempenho e consumo. Hoje vou compilar aqui tudo o que é preciso saber sobre este assunto.

Eu dividi o artigo em dois grandes assuntos: A parte técnica no início e a parte de legislação no final.

Técnica

O escapamento é um dos principais componentes do sistema de exaustão do motor. Todo motor possui um ciclo de exaustão, que é quando os gases queimados da câmara de combustão são expelidos para fora da mesma.
A capacidade de expelir esses gases rapidamente é o que determina o desempenho do ciclo. Quanto mais rápido, maior será o desempenho em altas rotações.

Sistema de escape

Sistema de escape

Mas há também de se considerar o contra-ponto: Manter uma pressão mínima dentro do sistema garante respostas mais rápidas em baixas rotações. Então o cano do escapamento não pode ser completamente aberto, pois desta forma ele não criaria a pressão necessária para isso. É por isso que os conjuntos de escapamentos originais geralmente são feitos de tubos finos, e as ponteiras possuem curvas para dificultar a passagem dos gases.

Ponteira original por dentro

Ponteira original por dentro

Além do desempenho, também há de se considerar o barulho: Quanto mais aberto for o caminho, mais facilmente os gases vão fluir e a tendência é que o som do mesmo seja mais alto. As ponteiras esportivas possuem um componente chamado “flauta”, que é um tubo com furos, revestido por um material isolante (geralmente, lã de vidro), que serve para abafar um pouco o som (só o suficiente para não ser insuportável). Nas ponteiras originais, como o caminho que os gases percorrem é bem maior, o som é ainda mais abafado.

Passagem bem mais livre na ponteira esportiva

Passagem bem mais livre na ponteira esportiva

Alimentação

Quando modificamos o escapamento da Moto, todo o funcionamento do motor é alterado. Os escapamentos esportivos são mais livres do que os originais, e isso faz com que os gases sejam expelidos mais rapidamente, o que melhora o desempenho do motor em alta rotação. Esse aumento na vazão faz com que o motor seja capaz de queimar mais combustível por ciclo, e se a alimentação não for ajustada, ela se tornará pobre, o que pode comprometer um pouco o desempenho.

Enriquecer a mistura de ar/combustível é desejável para evitar problemas de superaquecimento, e para tirar proveito do aumento da capacidade geral do motor.

As Motos com Injeção Eletrônica geralmente se adaptam automaticamente ao novo escapamento, desde que a sonda lambda seja mantida, ou seja, o novo escapamento deve ter o furo para encaixar a sonda original. Já as motos carburadas e as injetadas sem sonda precisam ser ajustadas, geralmente para enriquecer a mistura.

Conector da Sonda Lambda

Conector da Sonda Lambda

Uma ponteira esportiva combina muito bem com um filtro de ar esportivo, que melhora a vazão de ar para dentro do motor. Usar um filtro e uma ponteira vai empobrecer ainda mais a mistura, e se a moto não se ajustar automaticamente, é bom fazer o ajuste manual, pois o risco que quebra por superaquecimento é grande.

Consumo

O consumo geralmente aumenta quando se coloca um escapamento esportivo, justamente pela necessidade de enriquecer a mistura. Mas em alguns casos, ele pode se reduzir, pois com o escape esportivo fica mais fácil do piloto “ouvir” o motor, e assim ele pode adotar uma condução mais suave e progressiva, o que vai economizar combustível. Mas isso depende do piloto. Em geral, o consumo aumenta.

Ponteira (Slip-on) ou Escape completo (Full Exhaust)?

As ponteiras são apenas aquela parte final do escapamento. Elas geralmente são bem mais leves do que as ponteiras originais, além de ter o caminho livre para os gases, já que não possuem catalizadores. Usar uma ponteira pode ser suficiente na maioria dos casos.

Ponteira

Ponteira

Os escapes completos geralmente são usados por quem quer o máximo de desempenho. Os canos saem diretamente do motor e também incluem a ponteira. Uma vantagem neste tipo de escape é que os canos geralmente possuem maior diâmetro, melhorando a circulação dos gases. Além disso, são feitos de materiais mais leves, como o titânio, conferindo ainda mais alívio de peso a Motocicleta.

Full Exhaust

Full Exhaust

Ponteira de Aço inox, Alumínio, Titânio ou Fibra de carbono?

Todos estes materiais são comuns na confecção de ponteiras. As mais baratas geralmente oferecem opções de Aço Inox ou Alumínio, ao passo que as mais caras são as de Fibra de carbono e as de titânio.

A diferença básica entre elas é o PESO. Quanto mais leve é a ponteira, menos peso ela vai somar na moto e em um ambiente de competição, qualquer grama que se puder aliviar representa décimos de segundo a menos no cronômetro, então as ponteiras de titânio possuem vantagem neste sentido.

Ponteira de Titânio

Ponteira de Titânio

As ponteiras de Fibra e carbono e de alumínio também são leves, mas não tanto quanto as de titânio. O alumínio é um material barato, leve e que não se oxida. Em contra-partida, ele aquece muito rapidamente, se amassa facilmente e tende a perder o brilho com o tempo.

Ponteira de alumínio

Ponteira de alumínio

A fibra de carbono também é leve, e possui um acabamento muito bonito. Como é bem resistente, se torna uma opção muito durável, e possui a capacidade de não esquentar tanto, e esfriar extremamente rápido.

Ponteira de fibra de carbono

Ponteira de fibra de carbono

As ponteiras de aço inox são duráveis, possuem bom acabamento e são muito resistentes. Mas são pesadas (mas não tanto quanto as originais) e demoram MUITO tempo para esfriar.

Ponteira de Aço Inox

Ponteira de Aço Inox

O tempo de esfriamento não é necessariamente um problema, a menos que você deixe a moto em locais onde outras pessoas podem tocar a ponteira acidentalmente e se queimar. Crianças costumam se queimar muito com escapamentos de moto.

Legislação

A legislação é a parte mais polêmica do assunto.

Via de regra, você simplesmente não pode alterar o escapamento da sua moto, pois isso vai contra o que dispõe o Art. 98 do CTB – Alterar as características originais do veículo.

Além disso, usar uma ponteira esportiva que faz mais barulho do que a original também pode configurar uma infração, Art. 230 do CTB, Inciso XI – Conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor a explosão defeituoso, deficiente ou inoperante. É uma infração grave, 5 pontos na carteira, além de multa.

Na prática, o que acontece é que as pessoas usam essas ponteiras em suas motos sem maiores problemas. A polícia não costuma fiscalizar os escapamentos, e há quem use ponteiras esportivas a anos sem nunca ter tido problemas. Eu mesmo, usava na Falcon um escapamento extremamente barulhento e nunca tive problemas com a polícia. Com as motos grandes, são ainda mais raros os casos de autuação por conta da ponteira.

S1000RR com ponteira esportiva

S1000RR com ponteira esportiva

Mas há casos isolados de pessoas que já tiveram problemas. Ter a moto apreendida é sempre uma dor de cabeça, então se você não quer dor de cabeça, nem quer ficar dando explicações para polícia, o melhor mesmo é usar o escape original.

E ai? Você tem escape esportivo na sua moto? Qual modelo?
Já teve problemas de algum tipo? Deixe seu comentário!

Compartilhe este texto!


Digite o seu nome e e-mail abaixo e saiba quando o Motos Blog é atualizado! Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail! É GRÁTIS!

Seu nome
Seu E-mail