Curso de pilotagem segura BMW Rider Training – On Road

No Sábado passado, dia 01/10/2011, fui até Paulínia no campo de Provas da Pirelli, para conhecer o curso de pilotagem segura BMW Rider Training, modalidade On Road, e posso dizer que superou minhas expectativas em todos os sentidos.

Campo de provas da Pirelli

Neste dia, o curso que tem no máximo 6 participantes por dia, tinha 5 convidados que representavam blogs da internet. O Raphael Ortolani, da própria Pirelli, Eu, daqui do Motos Blog, o Francisco Lobo, representando o Papo de Homem, a Eliana Malizia, do Mulher ao Volante, o Ricardo do Noticias Automotivas e o Rafael do Moto Driver.

O dia começa com um café da manhã bem bacana, onde os participantes podem conhecer os instrutores e conversar sobre os mais variados temas. É claro que “Moto” é o tema mais presente.

Depois, há uma aula teórica, onde são apresentadas as diferenças entre os tipos de moto (Trail, Custom, Sport, Naked, Scooter, etc), a forma correta de fazer frenagens, as diferenças na forma de fazer curvas, os limites de aceleração, frenagem e aderência nas curvas, a teoria do ABS, do controle de tração e diferenças nos sistemas de suspensão e de transmissão. Uma aula bem dinâmica, participativa e com exemplos práticos. Tem uma moto dentro da sala de aula, onde o instrutor Raul Fernandes Jr demonstrou todos os aspectos do correto posicionamento sobre a moto.

Após a aula teórica, começam os exercícios práticos. A BMW fornece as Motos que serão usadas durante o dia. Lá haviam duas R 1200 GS, duas R 1200 GS Adventure, uma F800GS e uma F650GS. Eu fiquei com uma das R 1200 GS.

Motos do curso

Os exercícios iniciais consistem em manobras de equilíbrio com a moto em movimento (ficar em pé, com uma mão, com apenas uma perna, de joelhos sobre a moto, pendurado na moto, e etc). São exercícios que a princípio não fazem muito sentido, mas se mostram essenciais para obter confiança na moto e conhecer seu comportamento em diversas situações.

Depois, exercícios de contra-esterço e Slalom rápido, e depois, um slalom bem mais justo, difícil de fazer com uma moto tão grande, mas que aos poucos vai ficando mais fácil graças as dicas que os instrutores passam.

Slalom curto

Também um exercício importante, que é “como levantar a moto quando ela cai.” Levantar uma R1200GS não é uma tarefa das mais fáceis, mas graças a técnica, fica bem mais simples fazer isso.

Moto caída no chão

Depois destes exercícios, chega a hora do almoço, que é fornecido pelo próprio curso e é de excelente qualidade. Este é mais um momento para bater papo e conhecer mais a todos.

Depois do almoço, café e alguns minutos de descanso, voltamos aos exercícios práticos: Mais um pouco de slalom curto, mas agora mais difícil devido a um reposicionamento dos cones, e também, um exercício bem complicado, que é o de fazer uma volta completa usando o menor espaço possível, com o guidão virado praticamente até o batente.

Volta curta completa

Depois dessa bateria de exercícios de manobra, começamos com exercícios de frenagem. Primeiro, uma demonstração de como é frear sem os freios ABS, e depois, como é a frenagem de emergência com o ABS ligado. Até molharam a pista para reduzir a aderência, e posso dizer que meu conceito sobre freios ABS mudou radicalmente depois de ver como eles funcionam. Percebi que o ABS não é tão melhor assim do que uma pessoa freando, porém, o que é mais legal nele é que é impossível errar. Ele realmente deixa a tarefa de frear a moto muito mais fácil e segura. Parar uma R 1200 GS não é uma tarefa das mais simples sem o ABS, e ele ajuda não errar a dose: Na dúvida, freie tudo, e o ABS se vira. Veja o vídeo que fiz sobre o curso e vai entender.

Após alguns testes com os freios, testamos curvas! Há uma área no circuito que é um grande círculo onde podemos fazer curvas ao extremo. Neste exercício percebemos até onde é possível inclinar a moto e até qual a velocidade limite para fazer a curva com aquela inclinação. A minha moto chegou a sair de frente, mas foi só um susto. Ela voltou e tudo seguiu normalmente. Ao final do exercício, fizemos algumas voltas rápidas pelo circuito para aplicar o que aprendemos.

E por último, um exercício chamado “Desviando da velhinha”, onde o objetivo é entrar em alta velocidade em um corredor, frear o máximo possível dentro dele, e então desviar de um obstáculo que há no meio dele, e ao final, voltar ao corredor.

Depois de todos estes exercícios, voltamos à sala onde fizemos a aula teórica para trocar contatos e recebemos o certificado de conclusão do curso.

Participantes e instrutores do curso

A princípio, achei que se tratava apenas de um curso de direção defensiva, e que aquele seria um dia chato, mas fui surpreendido com uma quantidade absurda de exercícios que realmente desafiam até os pilotos mais experientes, e que auxiliam principalmente a ter mais confiança e a conhecer os limites da moto. Hoje eu realmente acredito que se pode aprender a pilotar em cursos de pilotagem, e que quem procura um curso para pilotar com mais segurança, mas não quer um curso voltado para corridas, pode certamente fazer este curso da BMW, que é muito bacana.

Além disso, é um ótimo test ride para as motos da BMW. Se você quer conhecer a fundo como funcionam e como se comportam as máquinas da marca Bávara, esta é uma ótima oportunidade. Em breve vou fazer um review da R1200GS aqui.

Veja o vídeo oficial do curso:

E se você quiser saber mais informações sobre o curso, entre em contato com a Agencia Griffe pelo e-mail bmwridertraining@agenciagriffe.com.br ou telefones (11) 4191-1341 / 2176-5100.

Gostaria de agradecer a Agencia Media Contacts, Agencia Griffe, a Pirelli e a BMW pelo convite. Foi realmente fantástico poder conhecer toda essa estrutura.

Compartilhe!