Moto elétrica bate recorde no Pikes Peak

E mais uma prova de que a propulsão elétrica veio para ficar. Conheça a SWIGZ.COM Pro Racing Superbike!

Esta Moto elétrica, pilotada por Chip Yates, norte-americano do estado da California, é detentora de vários recordes. Entre eles, o da moto elétrica mais veloz, com recorde de velocidade de 312 km/h e o de moto elétrica mais potente, com o equivalente a 240 cv de potência máxima. E agora, um novo recorde foi estabelecido: O de moto elétrica que mais rapidamente realizou a subida do Pikes Peak.

O Pikes Peak é uma tradicional prova de subida de montanha, onde o percurso de quase 20 km e 156 curvas (incluindo 4,2 km de terra) é extremamente desafiador. O início é a uma altura de 2.862 metros, e a prova termina no frio das pontas do pico, que fica 1.439 metros mais alto, a 4.301 metros de altura em relação ao nível do mar.

Assista o vídeo e veja na íntegra como foi a subida:

A moto elétrica impressiona pelos números. Montada em um chassis de Suzuki GSX-R 750, a moto possui um motor elétrico que gera até 240 hp de potência e que pesa 50 kg. O restante do peso se deve ao conjunto de baterias e ao sistema de reaproveitamento de energia (Kers). O peso da moto é de impressionantes 266 kg, o que torna as coisas um pouco complicadas para o piloto.

Mesmo assim, a moto subiu o Pikes Peak em apenas 12 minutos e 50 segundos. Para ter uma ideia, o recorde do circuito é da Ducati Multistrada 1200, com 11 minutos e 11 segundos. Se esta moto estivesse concorrendo entre a categoria de até 1205cc, estaria em quinto lugar, a frente de Jeff Jensen, com uma Ducati 695, moto mista, que leva larga vantagem sobre a esportiva de 266 kg na terra.

O peso exagerado da moto certamente atrapalha muito a pilotagem. Dá para perceber no vídeo a forma como o piloto precisa reduzir para fazer as curvas. A disposição das baterias, na rabeta da moto, também contribui para elevar o centro de gravidade da moto, tornando a condução da moto ainda mais complicada.
De qualquer forma, é impressionante ver como a moto acelera. O motor elétrico consegue empurrar todo o peso da moto com muita disposição e agilidade. E por não possuir marchas, a impressão que se tem é que o motor não vai parar de evoluir!

Eu já disse outras vezes aqui o quanto acho legais os projetos de veículos elétricos. Acompanho de perto todos os avanços nessa área. Só fico chateado por viver num país onde dificilmente este tipo de novidade vai vingar. Mas fico daqui, torcendo para que a tecnologia evolua cada vez mais.

Compartilhe!