Tutorial – Tomada de 12V na moto

Ultimamente tem sido cada vez mais necessário ter uma tomada de 12 Volts nas Motos. Aprenda a fazer uma simples, fácil e barata aqui no Motos Blog.

Algumas motos já estão vindo com essa tomada. A última foi a Super Ténéré 1200, que vem com uma bem ao lado do painel. Mas isso ainda é raro, e na maioria dos modelos ainda é necessário improvisar.

Tomada 12V da Super Ténéré 1200

Uma tomada de 12V é mais conhecida como acendedor de cigarros, que existe em quase todo carro. Ela é muito útil para ligar aparelhos eletrônicos, como GPS, carregadores de celular, compressores de ar, jammers, iPod, Notebook e outros tipos variados de aparelhos.

Recentemente eu comprei um celular com GPS, e descobri que quando o GPS está ativo, a bateria do aparelho acaba em apenas 1 hora. Então acabei tendo que instalar uma tomada de 12V na V-Strom para manter o celular plugado enquanto uso o GPS dele na Moto, assim ele não drena a bateria e ainda mantém o aparelho carregado.

Carregador e celular

Instalação

Você vai precisar de uma tomada de 12V e uma manopla (de preferência, velha), fios e ferramentas diversas e algumas abraçadeiras plásticas.

A tomada pode ser encontrada em qualquer auto-peças (loja de peças para carros). Custa entre R$ 10,00 e R$ 20,00. Paguei R$ 15,00 na minha.

Tomada 12V automotiva

A manopla eu já tinha, então não precisei comprar. Ela é legal por vários motivos. O primeiro é que ela é do diâmetro exato da tomada, então dá para fixar a tomada nela. O segundo, é que por ela ser de borracha, ela isola a tomada de todo o restante da moto. Terceiro porque ela pode ser facilmente fixada em qualquer lugar com a ajuda de abraçadeiras plásticas.

Para instalar uma tomada de 12V na sua moto, você precisa primeiro definir o local da instalação. Eu optei por instalar na bengala esquerda da moto, pois a carenagem cobre o local, tornando a tomada invisível. Além disso, quando o carregador está plugado na tomada, ele não interfere na pilotagem da moto e fica próximo ao lugar onde o celular fica preso. Para mim, foi a escolha ideal.

Carregador na tomada

Se sua moto não tem carenagem, a instalação se torna mais fácil, mas ao mesmo tempo fica mais difícil de esconder a tomada. Então use a criatividade aqui para escolher um bom lugar.

DICA: E se a sua moto tem carenagem, procure o manual de serviços dela antes de começar a desmonta-las. Desmontar uma carenagem pode ser mais complicado do que você imagina, e o manual de serviços mostra a sequência exata para este procedimento. Facilita muito a sua vida.

O segundo passo é determinar a capacidade desta tomada. Se você pretende usar esta tomada apenas para manter um celular ou GPS ligado, ela não precisa ter grande potência, o que significa que os fios que serão usados podem ser de bitola pequena. Mas se você pretende usar esta tomada para alimentar algo que exija mais energia, como o próprio acendedor de cigarros (resistência que aquece para acender cigarros), um notebook, um compressor de ar ou algo do tipo, então a instalação vai exigir fios mais grossos e uma ligação direta na bateria da moto. Neste caso, será necessário instalar um soquete para um fusível auxiliar também.

Como meu objetivo era apenas manter o celular alimentado, eu usei fios finos e os liguei diretamente a alimentação da lanterna do farol da moto (aquela pequena lâmpada que fica no farol, acesa o tempo todo). A vantagem é que desta forma, a tomada só funciona quando a moto estiver funcionando, e a alimentação é cortada assim que a chave é desligada. Além disso, conto com o fusível de segurança original da moto, e não preciso me preocupar em fazer um sistema de segurança auxiliar. Como o consumo de energia é baixíssimo, não vai interferir no funcionamento normal da moto.

Lâmpada Pingo

Para suportar a tomada, usei uma manopla velha de borracha. Deu certinho no diâmetro, protege o soquete da água e evita que ele toque diretamente na moto. Protege também os fios que ficam soldados nos conectores da tomada.

Na hora de fixar tudo, é importante verificar se há fio suficiente para permitir o movimento completo do guidon para os dois lados. Procure fazer um caminho fixo, mas que não limite os movimentos do guidon, pois se limitar, logo os fios vão se romper e a tomada deixará de funcionar.

Na V-Strom, os fios foram passados conforme a figura abaixo:

Fio passando na V-Strom

Uma vez determinado o percurso do fio, fixe tudo com abraçadeiras plásticas, e então ligue os fios. O fio vermelho da tomada (parte central) é o polo positivo, e o fio preto, negativo. Você pode usar a alimentação do farol, da lâmpada auxiliar, ou, caso decida instalar na parte traseira da moto, pode usar a alimentação da lanterna traseira. Nas motos as cores dos fios mudam, cada marca tem uma combinação diferente, então é prudente usar um multímetro para ter certeza sobre qual é o positivo ou negativo.

Dúvidas? Deixe comentários!

Compartilhe!