A briga com o preço dos combustíveis

Ultimamente tenho recebido muitos e-mails sobre um movimento de protesto contra os crescentes preços dos combustíveis, e não posso deixar de comentar.

Para resumir este e-mail: Ele conta uma pequena história sobre outro tipo de protesto que consistia em combinar com todas as pessoas para que elas não abastecessem o carro nas quintas-feiras, o que é óbvio que não tem resultado algum, pois na sexta-feira todo mundo encheria os postos novamente, e então a proposta agora é “Não abastecer em postos da Petrobrás”, sendo assim, abastecendo em postos de qualquer bandeira.

Quem criou este e-mail, não sei por qual motivo, acha que essa ação vai fazer alguém lá no governo “Acordar” e perceber que os preços estão muito altos.

A minha opinião é a seguinte: Isso também não vai dar certo.

No Brasil, todas as bandeiras de postos de combustível compram combustível da Petrobras. O combustível sai da refinaria e vai para os centros de distribuição de cada marca, onde são adicionados os aditivos, corantes e outros componentes que caracterizam a gasolina de cada marca. Mas no fim, todas as gasolinas saem de um único lugar: Da “Realização Petrobras”.


O preço da Gasolina é 40% imposto e 13% é lucro da distribuidora e do posto de gasolina. Os outros 47% são da “Realização Petrobras”, que nada mais é do que a refinaria de onde saem todos os combustíveis.

Se há onde reduzir o custo do combustível, esse lugar é nos impostos. Reduzindo o ICMS pela metade, por exemplo, o custo do combustível cai quase 14%. O preço do combustível puro e simples dificilmente vai cair, uma vez que o mundo todo tem uma grande demanda por petróleo. O preço do barril nunca foi tão alto, e certamente a Petrobras prefere vender para quem paga mais. Então se o preço lá fora é este, aqui no Brasil não há de ser diferente.

Tem outro detalhe: Os postos de gasolina não são de propriedade da Petrobras. Eles são de empresários particulares, que simplesmente licenciam a marca e vendem combustível da Petrobras Distribuidora. Se você quiser abrir um posto da Petrobras, você pode, basta ter o dinheiro necessário para isso.

Posto Petrobras


Então, deixar de comprar gasolina nos postos BR vai prejudicar apenas ao dono do posto e seus funcionários. A Petrobras vai continuar vendendo a gasolina através dos outros postos, e o governo vai continuar arrecadando com impostos. Ou seja, esse protesto não surtirá efeito algum.

E tem mais um detalhe: Mesmo com o combustível mais caro, pouquíssima gente vai deixar de comprar. É a lei da oferta e da procura. São Paulo continua cheia de carros e Motos, e a cada dia que passa, mais e mais veículos entram em circulação na cidade. Por qual motivo alguém seria louco suficiente para reduzir o preço do combustível? É a velha lei da oferta e da procura: Aumentou a procura, o preço sobe.

Então se você quer protestar contra alguma coisa, não é assim que vai conseguir ser ouvido. Reúna seus amigos, monte um grupo de pessoas interessadas no mesmo que você e vá até a sede do governo para protestar. Enquanto você continuar sentado no sofá, ninguém vai fazer nada por você.

Compartilhe!