Desmistificando a Yamaha MT-03 – Breve análise

A Yamaha MT-03 é uma Moto que gera muitas dúvidas. Começando pelo tipo dela: Não se sabe se é uma Motard, se é uma naked, uma Funbike ou uma StreetFighter. A Yamaha vende ela como “Roadster Motard”, mas afinal, o que significa?

Yamaha MT-03 mais curva


Uma SuperMoto, ou SuperMotard, é, essencialmente, uma moto trail adaptada para rodar no asfalto, isso significa que ela tem rodas aro 17 raiadas, com enormes discos dianteiros, um banco reto e na altura do tanque, que permite ao piloto escorregar para frente e para trás. Isso já deixa claro que a MT-03 não é uma SuperMoto.

Uma Naked, pura e simplesmente, pode ser, afinal, ela não tem carenagem, tem rodas de liga leve, mas os pneus mistos (80% asfalto e 20% terra), e o curso de suspensão maior que o convencional não deixam a moto sem aquele apelo off-road, portanto, não é uma Naked também.

Uma StreetFighter também não é, pois uma StreetFighter essencialmente tem um motor de 2 ou 4 cilindros. Normalmente são caracterizadas por Motos carenadas cuja carenagem foi removida ou reduzida a quase nada. Como a MT 03 é monocilíndrica e não tem tanto porte, também não é uma StreetFighter.

Uma Funbike talvez? Sim! É uma moto divertida de pilotar, tem rodas de 17 polegadas de liga leve, é ágil e versátil.

A MT-03 é uma mistura de moto off-road com moto naked, mas sem aquele apelo Motard visto, por exemplo, nas XT660X. É uma moto mais urbana, para quem gosta de um desenho mais esportivo, mas não abre mão da facilidade de condução.

O motor da MT-03 é o mesmo da XT660R, ou seja, um motor de 660 cilindradas, de apenas um cilindro, alimentado por Injeção Eletrônica de combustível e refrigerado a água. O cabeçote tem quatro válvulas, duas de admissão e duas de escape, capaz de gerar 48 cv de potência a 6000 RPM e 5,95 kgf.m de Torque a 5.250 RPM. Por estes números, percebe-se que é um motor que prioriza os baixos regimes de rotação.

É impossível não comparar essa moto a outras motos de mesma faixa de cilindrada, mas pelos números, percebemos que realmente elas só se parecem na quantidade de cilindradas e no preço, mas a aplicação é completamente diferente. Por exemplo: a Yamaha FZ6N tem 600 cilindradas, mas tem 98 cv a 12.000 RPM e 6,44 kgf.m de Torque a 10.000 RPM. Um motor de quatro cilindros, que prioriza muito mais os altos regimes de rotação e velocidade final.

A MT-03 é uma moto para quem quer uma pilotagem menos esportiva, menos cansativa. Para quem não procura velocidade final, mas sim, uma tocada agradável e tranqüila. Querendo ou não, a moto não faz feio: Atinge 170 km/h de velocidade final e faz de 0 a 100 km/h em 4,7 segundos, com a vantagem de ter uma tocada muito agradável dentro da cidade, graças ao grande torque em baixas rotações. É uma boa moto para o uso diário, para quem quer ir e voltar do trabalho com ela, mas também quer viajar qualquer distância com conforto. As médias de consumo de combustível são muito melhores nela do que nas de 4 cilindros.

A maior desvantagem atualmente da MT-03 é o preço. A Yamaha superfaturou essa moto, e hoje ela está sendo vendida na faixa de R$ 28.500 Zero Km. A XT660R está custando R$ 24.500,00, preço que seria mais justo na MT-03 também.

Conclusão: A MT-03 é uma excelente moto para quem não tem como prioridade a velocidade final. Se você procura mais economia, possibilidade de uso diário e estilo único, a MT-03 é para você. Mas se você não se importa com economia e se preocupa mais com a velocidade final, então, coloque mais 5 mil reais e compre uma 600cc de 4 cilindros.

Confira mais algumas fotos:

Compartilhe!