GravatarMotos Blog » Destaques, Quentes, Yamaha

Yamaha YZF-R1 2010 chega ao Brasil

22 abril 2010 Escrito por 64 comentários

A Yamaha anunciou hoje o lançamento da importação oficial da R1 2010 no Brasil.

E a R1 2012 já saiu também. Confira aqui!

Yamaha R1 2010

Yamaha R1 2010

Lançada em 1998, a R1, como é popularmente conhecida, chegou para quebrar a barreira dos 300 km/h de velocidade final, antes só atingidos pelas grandes sport-touring como a CBR1100XX Blackbird, e ao mesmo tempo, proporcionar a esportividade das Motos mais leves de 600cc da época, como a CBR 600 F3. Pela primeira vez uma Moto fabricada em série atingiria a relação de peso-potência de 1:1 (1 cavalo para cada kilograma). Sendo a primeira das Super Esportivas, a R1 se consagrou como um ícone entre as motos. Já com 11 anos de história, o modelo 2010 chega ao Brasil com importação oficial da Yamaha. E vem cheia de novidades.

O motor da nova R1 2010 conta com uma nova engenharia onde o girabrequim, chamado de crossplane, tem seus angulos modificados de forma que o funcionamento dos 4 cilindros não segue a tradicional forma de 1 cilindro por tempo (Um na admissão, um na compressão, um na ignição e um na exaustão). Os novos angulos permitem uma entrega de torque mais linear em baixos e médios regimes, e mais suave em altos regimes de RPM, tornando assim a moto mais “domável”, mas sem perder a esportividade e os impressionantes números de desempenho.

Na nova solução proposta pela Yamaha R1, os ângulos dos pistões foram modificados, fazendo com que o motor dê uma explosão, e apenas 45 graus depois, dê outra, aproveitando assim a ignição da explosão anterior e gerando mais torque. Após um silêncio de 225 graus, uma nova explosão acontece e apenas 45 graus depois, a última explosão. O resultado deste novo acerto é um comportamento completamente diferente do motor, proporcionando um torque mais linear e presente em uma faixa maior de RPM. O torque máximo pouco aumentou (de 11,5 para 11,8), porém, a faixa útil ficou maior e com isso a Moto ficou muito mais “na mão”.

Yamaha R1 2010

Yamaha R1 2010

Além do novo motor, a R1 2010 conta com embreagem deslisante, Injeção Eletrônica com 3 mapas selecionáveis (Standard, A e B, sendo o “A” o mais nervoso e o “B” o mais fraco).

A R1 2010 conta ainda com novos quadros, nova suspensão, novos pneus (190/55-R17), amortecedor de direção. Tudo para deixar a moto ainda melhor. Certamente um prato cheio para quem quer se sentir um piloto!

Quanto ao design, pouca coisa mudou. A carenagem frontal está mais “pontuda”, na traseira, os escapamentos ganharam formas triangulares e a lanterna de LED também tem novo desenho.

A R1 2010 vai estar disponível apenas na cor preta com detalhes em dourado, e o preço sugerido é de R$ 64.218,00.

Yamaha R1 2010

Yamaha R1 2010


Compartilhe este texto!


Digite o seu nome e e-mail abaixo e saiba quando o Motos Blog é atualizado! Receba as últimas notícias diretamente no seu e-mail! É GRÁTIS!

Seu nome
Seu E-mail

64 comentários

  1. Luana disse:

    R$ 64.218,00 é o valor para eu me tornar uma mulher mais linda e poderosa.. rssss
    Que sonho de moto!

    • Luan disse:

      Linda Como sempre !!!

    • FERNANDO H. ALONSO disse:

      Em 98 quando saiu comprei uma por R$27.400.00 Ok.
      Em 2001 troquei por outra e paguei R$34.500.00 OK , o que não entendo é que na época ela custava em Dolares $19.100.00 (dolares), se fosse hoje com o dolar a R$1.90 nao ultrapassaria os R$38.000.00 isto vem prejudicando o comercio dessas motos, infelizmente os brasileiros sempre sofreram com o abuso das importações.
      Abraço Fernando Alonso.

      • SEVERO disse:

        Aqui nao e que mais 15000 com taxa e tudo
        no brasil e brincadeira nehm

      • Ygor disse:

        O problema é aquela coisa né. Existe a taxação alta teoricamente como uma maneira (ineficaz diga-se de passagem) de garantir a sobrevivência da industria interna. Porém a industria interna possui uma qualidade muito baixa tanto de produto como de suporte pós-venda, e isso faz com que o consumidor procure pagar mais caro por um produto importado.

        E ai fica a pergunta, porq o produto interno é tão ruim? É por que não vende o suficiente pra fazer um investimento significativo? Ou devido a cultura do brasileiro que é voltada para os bens de consumo de 3 linha,vide computador popular, carro popular, moto popular :S

        Eu ainda tenho esperença que um dia os preços barateam por aqui. Isso se a visão do brasileiro mudar.

    • marco disse:

      vc é linda,mais com essa moto, dai que não ia querer eu mesmo…..

  2. Matheus disse:

    Essa moto é o meu numero, hahuauh

  3. wellington disse:

    agora e so esperar meu 13 pra comprar…

  4. junior disse:

    quase morri com uma biz imagine uma coisa linda dessa

    • Daniel Ribeiro disse:

      Vai ver vc quase morreu por falta de motor, não por sobra.

      • FERNANDO H. ALONSO disse:

        Essa moto é para piloto mesmo não pra motoqueiro.
        Tem que ser fera pra dominar esse leão.

        • Claudio dos reis disse:

          Queria só fazer uma retificação; Essa moto é propria para motoqueiro ,talves não seja, para motociclista . A diferença é que o motoqueiro faz curvas arrastando as pedaleiras no chão e o motociclista faz curvas com a moto em pé . Eu fui motoqueiro mais pilotar uma R1 dessas realmente o cara tem que ser muito piloto .
          A observação foi feita devido aos membros dos motoclubs local não gostam de ser chamados de motoqueiros ,eles são motociclistas , ao passo que não conseguem nem controlar suas motos , talves seja essa a diferença
          Estou aqui babando por essa moto mais a grana é curta , Caso contrario teria uma dessa e estaria por ai, largando o aço.
          Abração e tudo de bom .

          • Daniel Ribeiro disse:

            Cara… acho que a sua definição de motoqueiro não está muito correta não. Pra mim, motoqueiro = Baderneiro de moto.
            Motociclista = Pessoa consciente de moto.

            É perfeitamente possível ser Motociclista de R1, e ainda acelerar. Basta fazer isso de forma consciente, sem se matar e sem matar ninguém.

    • marco disse:

      éhhaaaaaaaaaa

  5. FERNANDO H. ALONSO disse:

    Desde que saiu em 98 troquei pela CEBÊR 900, comprei a primeira a chegar na Yamaha de poços de Caldas, só troquei em 2001 por outra R1 azul, e desde seu lançamento ela veio para ser a esportiva mais cobiçada do seculo.

  6. Torrone disse:

    Terei Uma.

  7. Pedro G.R. disse:

    Essa moto já chegou no Brasil a uns 4 meses, só que por importação independente. Tem um cara aqui na cidade que já tinha ela em fevereiro na cor Branca e preta.

  8. elias disse:

    A cor disponível na versão brasileira é igual a da Europa. Era muito mais caro. Nessa cor ninguém trouxe por importação independente. Trouxeram as cores disponíveis no mercado norte americano.

    http://www.yamaha-motor.pt/produtos/motociclos/Superdesportivas/yzf_r1.jsp?view=explorer&subview=colours

    http://www.wtimport.com/wt_yamaha.htm

  9. Daniel Gama disse:

    Essa moto é um sonho de consumo,pena q custam muito caro essas motos esport, com 64 mil eu compro um AP pra mim morar !

  10. rodrigo disse:

    Linda…porem tiraram o barulho de uma supersport 4 cilindros…esse motor cross plane vai acabar com a reputação dessa incrivel maquina… R1 com barulho de CEBÊ 500 e TL 1000 ninguem merece……..

  11. thiago Barros disse:

    Sinceramente…
    Um sonho de consumo pra qualquer homem

  12. Luciano disse:

    Uma bela moto, e com certeza qualquer um quer ter……… Mas gastar um dinherão deste para andar a 100km como a lei brasileira exige, nem morto.. ela da 170km em 1ª marcha tranquilo!!!

    Acho que é por isso que é tão complicado comprar uma, alem do preço.

    Quem tem não baixa dos 200km… eu sou um…hehe

    Valeu

  13. Ueslândia Almeida disse:

    O bom moto é a zuada que faz ai fica mais emocionante .. Adoro este estilo de moto , meu sonho é ter uma desta ! Porque amo adrenalina a emoção de poder ser livre é sensacional \o/

  14. R1 2010 | Outros.net disse:

    [...] Yamaha anunciou a importação oficial da R1 2010, conhecida também por YZF-R1 2010. Confira no Motos Blog. Daniel Ribeiro escreve o Motos Blog, o [...]

  15. Claudio disse:

    Essa moto é muito linda mesmo mais ainda sou mais a kawasaki

    • Caio Prestes disse:

      Claudio ,

      Verifiquei o seu comentário ! Analisando tal frase (ruim), realmente cheguei a conclusão que vc não entende nada mesmo de moto ! absolutamente nada !Trocar uma moto que tem tecnologia de ponta a moto do melhor piloto de moto do mundo 9 vezes ! amigão realmente compra o que o seu bolço aguenta mesmo uma kawazaki !

  16. Assis disse:

    Sou de Mina Gerais, mas moro em Portugal acho um absurdo ,o preço que pagamos de imposto, uma moto desta aqui custa menos da metade do preço ai no Brasil. e sem falar que aqui em Portugal,o pais ta uma crise tremenda, a R1 tem em, tres cores, Azul e preto , preto e branco gelo, e preto e dourado.

    • Claudio dos reis disse:

      Oi Assis , em Portugal tem a fabrica da THIUMPH , em duas versões da
      Speed triple a 600 e a 1050 , derepente é uma opção ,fica livre do imposto de importação e ainda tem o mesmo valor da compra em Euros de
      peças e acessorios ,no modelo 1050 .Não é uma R1 , mais é uma moto linda
      de engenharia fantastica .
      Não deixa de ser uma boa opção.
      http://www.triumph-lisboa.com/
      Abraço

  17. brittosan disse:

    eu sou aficcionado por essas super maquinas, tanto que nao vejo a hr que chega o domingo de manhã só para mim ir até a rodovia dos bandeirantes ficar quase que tendo torcicolo de tanto ver essas lindas maquinas passarem por mim quase que voando, o pessoal se reunem aqui no km 72 da rodovia, mais precisamente no shopping suspenso serra azul para tomarem café e se mostrarem, ja que os caras tem mesmo o que mostrarem e dar uma voadinhas na rodovia que é ótima pra desenvolver uma boa velocidade, o que nao é recomendavel”óbvio”.mas quem sabe um dia eu nao faça o mesmo, por enquanto sou só um voyer>rsrsrs…abraços

  18. elias disse:

    Essa moto baixa óleo igual as CEBÊR 1000? a cada 1000km um litro?

  19. DELAINO disse:

    Uma excelente moto com certeza,mas vamos as contas!!!
    64 mil pilas sem seguro só se for maluco,então pode colocar mais 9.000,00 no mínimo o valor do seguro,mais o Ipva…é claro q quem tiver uma moto dessa não vai andar de capacete vagabundo,então pode colocar mais 1.500 no mínimo… Então galera 76.000,00 só pra começar a brincadeira!!!! É pra quem têm sobrando mesmo!!! No Brasil só pra classe média alta e bota alta nisso!!

  20. Luciano disse:

    …eu tinha uma CEBÊR 1000 rr 2008, com 2500 km foi trocado tudo no motor (virabrequim, anéis, pistão, tudo) com 10500 ja estava fumando de novo…nunca andei forte por isso acho que foi longe o motor dela. revoltado com a Bomba troquei a uns 30 dias por uma R1 2010 fiz duas viagens e já colokei a venda ta com 1000 km nem revisão fiz ainda… moto muito ruim para baixas velocidades, cidade então! nem pensar…serve só para piloto. o novo virabrequim precisa girar muito mais vezes pra ganhar velocidade então a menos de 3 mil giros a moto fica pulando, na cidade so em 1ª marcha. ela fica boa acima dos 7 mil giros, e tenho dúvidas sobre a durabilidade desse novo sistema ai. vou vender e comprar uma CEBÊR 1000 RR FIREBLADE que mesmo fumando da show na R1 em todos os sentidos. falo pq ja tive as duas.

  21. elias disse:

    Ora, melhor citar logo a campeã de comparativos S 1000RR BMW, pra quem gastou 64.000,00 na R1 não perde nada pegar já que tá por 75.000!!!!

  22. Claudio disse:

    Concordo com o colega que falou sobre o ronco dessa moto, ficou horrivel, meu colega comprou uma só durou 2 dias a embreagem dela nas mãos dele acabou os discos de embreagem, agora pra andar e na saida se não segurar em cima dela fica e ela vai embora sozinha, é muito rápida

  23. DELAINO disse:

    Luciano,de fato têm uma série de motores da CEBÊr1000 q dão problema,um amigo meu está com uma parada na garagem e processo na justiça,está com 600km rodados e cheia de poeira. Na minha opinião não vejo nenhuma 1000 q se diga ser nota 10,as 600 sport estão mais bem elaboradas por incrível q pareça. A R1 foi boa até 2008!!

  24. elias disse:

    Os problemas com a CEBÊR 1000 foram em algumas do ano 2008 e a Bomba orientou os proprietários a fazerem o recall nas concessionárias. Todas as 2009 e 2010 não apresentam nenhum problemas, são excelentes máquinas.
    Já o ronco da R1 não tem concerto!!!

  25. daviznho disse:

    Meu irmao tem uma dessa e muito loko andar muna porra dessa

  26. jackson disse:

    galera,éuma moto linda mesmo e muito cara,tambem que maquina.como eu nao tenho como compra um dessa,a melhor moto pra mim é a minha.kkkkkkkk.intruder 125.minha bebe.

  27. Renan Nery . disse:

    Qual sera a adrenalina de pilotar uma maquina maravilhosa dessa?
    O sonho da minha vida , é uma moto imponente igual a R1!
    Eu ja me sinto felix de CEBÊ600 Rórnet , imagina de r1″ *-* pirava KKKKKKKK

  28. vitor lucas disse:

    Essa R1 é a pior moto que ja pilotei é uma merda! A yamaha é uma merda! Tinha uma R1 2010 zero kilometro tinha 4 meses de uso o motor fundil a 230 por hora. Onde ja c viu uma moto fabricada para andar acima dos 250 por hora fundir a 230 eu estava de 4 macha. me arrependo ate hoje. Ainda bem que consegui vendela. A melhor moto que ja pilotei é a CEBÊr 1000 rr fireblaide ano 2010, é uma moto economica linda e com uma perfomance melhor que todas. ela tem a estabelidade q todo piloto de moto esportiva gostaria de encontrar em uma moto.
    Alem disso não está tão cara no mercado. Troquem suas yamahas por uma Bomba CEBÊr 1000 vcs não se arrependerão, eu não me arrempendi.
    Ando com minha CEBÊr 1000 sempre acima de 250 por hora nunca aconteceu na d mais unica coisa que gasta rapido é o pneu. Querem me ver andando estou correndo todo final de semana no autodromo de interlagos com uma CEBÊr 1000 fireblaide branca e preta.

  29. Toni disse:

    Acho que o grande limitador da Yamaha dentro do Brasil sempre foi a política de preços. E vai continuar sendo assim. Como no caso da MT-03. A R1 come poeira da concorrência aqui no Brasil, pois não tenho visto muitas por aí. Aí a gente pensa será que essa moto é boa mesmo, pois quase não vejo ela por aí. Deve ter algum problema. A manutenção deve ser muito cara, ou faltam peças. Enfim, agora que as 1000 da Bomba estão apresentando problemas de série estou começando a pensar com mais carinho na YAMAHA.

    • Daniel Ribeiro disse:

      Toni, o preço da R1 é semelhante ao das concorrentes.
      Ela tem vendido menos ultimamente por causa do motor crossplane, que muita gente não gostou por conta do som de CEBÊ500 que ele tem. É questão de gosto.

      • Toni disse:

        Sério! Por causa do som. Caramba. E o desempenho dela em médias e baixas velocidades como está? Eu penso muito em uma moto multiuso. Eu já tenho uma naked. Quero uma esportiva que não seja muito cansativa de pilotar. Seja ágil no trânsito, mas quando eu for viajar tenha mais potência. Eu tenho uma Rórnet nova atualmente ela faz tudo isso. Ela até me permite acompanhar bem o pessoal com esportivas. Mas o vento incomoda um pouco em alta. Sinto falta de uma carenagem. Pensei na R1. O barulho do motor é o que menos importa. O que me importa é em tocada mais agressiva não ficar pra traz com um certo conforto. Já pensei na Hayabusa, mas ela não é ágil no trânsito. O que vc. acha da R1?

        • Daniel Ribeiro disse:

          Eu acho a R1 ótima. Não ligo para o som dela. Pra mim, esse motor crossplane ficou muito bom justamente pela entrega mais linear de torque.

          Mas muita gente compra moto pelo som, e não pelo desempenho.

          Quanto a sua dúvida, não sei se uma esportiva vai resolver seu problema de mobilidade… as motos não são tão versáteis assim, a ponto de “servir para tudo”. Melhor ter duas motos neste caso.

  30. IGOR disse:

    E por nada não , tenho uma CEBÊ 600R/Rórnet 2009, andei esses dias numa R1 dessas ai Amarela que um amigo meu comprou zera, o ronco do motor perdeu um pouco a tradição das esportivas mas o ronco ficou mais arrojado um barulho mais intimidador para a moto ,tbm gostei do desempenho mais como falaram e uma moto pra se andar em alta rotação em baixa ela e meio estranha não sei se e pq a minha e 600???? gostei muito dela vale a pena comprar ate o final do ano to com uma dessas!
    abrass te +.

  31. Claudio disse:

    Não gostei dessa moto o ronco do motor ficou parecendo com um ronco de motor de fusca perdeu completamente o ronco de uma moto sport, igual a ronco de moto custom, e esquenta demais , não tem bunda que aguente a tempratura, motor parece que tem um monte de parafuso solto dentro não gostei sou muito mais a modelo anterior

  32. rudimar disse:

    tenho uma 2005, e fanade serio, e muitooooo boaaa, se fosse vender a minha nao compraria o modelo novo.

  33. joao disse:

    mano eu com uma moto dessas nossa eu fasia o estrago veio.
    eu adoro andar de moto ja andei com a Rórnet Tuíster e etc.

  34. joao disse:

    respondao qual e a melhor moto?em

  35. VALDIR disse:

    sinceramente, ja tive duas R1 uma 2008 e outra 2009.
    É uma verdadeira bomba só fala bém quem nunca teve r1 ou quem quer vender
    munta numa CEBÊr e você vai ver o que eu estou falando!!!.

  36. Leopoldo Feitosa disse:

    Bom dia a todos.
    Caros amigos amantes das duas rodas, venho aqui falar um pouco sobre minha experiência, que diga-se de passagem não é muita, mas acho que é válida. Comecei numa 125cc, depois fui pra uma 250cc, cheguei a uma 600cc, todas Yamaha e sempre tive o desejo de uma SS. Dentre todas a que sempre me fez brilhar os olhos foi a YZF 1000 R1, mas confesso que ao ouvir o som gerado pelo seu motor com virabrequim Cross Plane fiquei decepcionado. Achei que pela primeira vez trocaria Yamaha por outra marca, o que me deixou triste, pois, convenhamos, acabamento, desempenho, tecnologia, entre outros atributos, a yamaha supera todas as outras. Com minha FZ6N 2009, tinha um pouco de esportividade devido ao motor erdado da R6 (que coloca qualquer CEBÊR 600 RR no bolso) porém não conseguia andar com as esportivas. Como a Yamaha não importa oficialmente a R6, sempre pensei em chegar numa R1, mas, como falei antes o ronco me deixou triste. Enfim, recebi uma proposta de uma R1 2012 zero irrecusável e resolvi arriscar. Digo-lhes caros colegas: QUE MOTO!
    Um canhão…. Realmente como alguns comentários, ela vibra um pouco na saída, mas quem entende do assunto não leva isso em consideração, até porque, saída pra uma moto dessas não dura mais que alguns milésimos de segundo. Li um comentário infeliz de uma amigo acima que disse ter fundido o motor de sua moto aos 230km/h, desculpe-me mas acho que foi problema de piloto, não da moto. Não foi qualquer um que desenvolveu o motor da nova R1, par os desavisados procurem informações sobre um tal Valentino Rossi. O motor com virabrequim cross plane é derivado da Yamaha M1 da moto GP, que no ano de sua estréia no mundial de super bikes sagrou campeão o americano Ben Spies. Aos amantes do ronco, como eu mesmo, acostumem-se com o novo, pois muitos já falam que esse é um caminho sem volta para as SS de 1000cc, pois Kawasaki e Suzuki já estariam tendo planos pra essa nova tecnologia para seus modelos já no ano que vem. Quem não aceita o novo, está fadado a ficar pra trás, lá no passado.
    Bem, pra encerrar, confesso: de um frustrado e nostálgico admirador do som Screamer, a um satisfeito e otimista consumidor do Cross Plane. Antes de falar sobre, achei melhor ter a experiência de ter esta máquina que é a R1.

    ps.: Ah, para os que querem uma 1000cc apenas pra sair bem na foto e serem notados pelas minas, vai um conselho, a R1, mesmo sem roncar, para qualquer trânsito. Respeito não se ganha no grito!

  37. ALVES E ALVES disse:

    TENHO UMA R1 ANO 2011 QUANDO LIGO ELA BATE MOTOR DEPOIS PARA
    LEVEI NA CONCESSIONÁRIA FALARÃO QUE É NORMAL, ALGUEM PODE ME ORIENTAR,POR FAVOP

  38. Delaino Ribeiro disse:

    Alves,te digo de experiência dos 20 anos que possuo moto e hoje tenho uma CEBÊr600rr,todos os problemas gerados em minhas motos tanto 0km como usada,nunca foi identificado em uma concessionária,eles gostam de mascarar possíveis problemas e tirar o deles da reta até porque a margem de lucro que eles tem com moto na garantia é muito pouco comparado ao trabalhão que eles vão ter,principalmente no seu caso quando trata-se de motor. É muito importante vc começar a pensar em ter um mecânico bom e de confiança,pois esse sim vai poder te ajudar. Tive uma Rórnet com problema de bomba de combustível detectado pelo meu mecânico,como estava na garantia e já sabendo do problema fui direto ao assunto junto com o gerente da loja e o mecânico chefe,tive a bomba trocada sem nenhum problema. Se vc perceber que esta sendo muito transtorno vai mais uma dica,venda a moto ainda com ela na garantia pois é um atrativo pra quem for comprar e motos esportivas não tem tanta desvalorização assim,mas se estiver financiada aí não vale à pena. Boa sorte.

  39. ALVES E ALVES disse:

    bom dia!!!
    Tenho uma R1 ano 2011, quando acelero parada joga óleo no escapamento e sai uma fumaça branca …é norma????



  40. Comente este texto!

    ATENÇÃO: Todos os comentários são revisados antes de entrar no ar. Antes de escrever, pense: "Se eu fosse o dono deste blog, eu aprovaria este comentário?". Propagandas serão apagadas. Caso queira anunciar no Motos Blog, clique aqui. Veja a nossa política de comentários. Pedidos de manuais não serão atendidos.

    Você pode usar estas tags:
    <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

    Este blog suporta Gravatars. Para ter a sua foto nos comentários, cadastre-se no Gravatar.