MotoGP voltará a ter motos de 1000cc em 2010

Na semana passada, os membros da comissão do MotoGP reuniram-se na sede da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) para decidir o futuro do Mundial de MotoGP. A decisão que tomaram foi a de trazer de volta as Motos de 1000cc, em detrimento das 800cc utilizadas atualmente.

Valentino Rossi - MotoGP



Em 2012, os motores poderão ter até 4 cilindros, e até 1000cc, com cilindros de até 81mm de diâmetro.

A decisão vai contra uma outra tomada em 2007, que reduziu de 990cc para 800cc o limite de capacidade cúbica dos motores. A decisão na época foi feita para diminuir a diferença entre os fabricantes, e para contornar um grande problema, que era a durabilidade dos pneus.

Agora, as restrições para o MotoGP são:
– Motores de até 1000cc, 4 tempos
– Cilindros não maiores que 81mm de diâmetro
– No máximo 4 cilindros
– No máximo 6 motores para cada piloto.

Mudanças de motores na MotoGP nos últimos anos:
2002 – Introdução da 990cc 4 tempos MotoGP ao invés da 2 tempos 500cc
2007 – Capacidade máxima do motor reduzida de 990cc para 800cc
2009-2010 – Uso máximo de 6 motores por piloto
2012 – Capacidade máximo do motor aumentada para 1000cc, limite de 4 cilindros

A MotoGP já anda bem competitiva, e muitos pilotos tem real condição de vencer qualquer prova. Diria que é um dos campeonatos de esporte a motor mais emocionantes atualmente. Será que as novas regras vão piorar este cenário?

Compartilhe!