Não adiante o pagamento do Seguro Obrigatório DPVAT

A ABRAM, Associação Brasileira de Motociclistas, está orientando a todos os motociclistas que não paguem o seguro obrigatório DPVAT adiantado como medida de protesto ao valor abusivo que estão cobrando. Segue na íntegra o comunicado da ABRAM aos motociclistas:


Motociclistas são orientados a não anteciparem o pagamento do DPVAT

São Paulo, 21 de dezembro de 2007 – A Associação Brasileira de Motociclistas (ABRAM) entidade que representa os motociclistas usuários, profissionais, militares, esportistas e estradeiros em todo o território nacional, vem a público, manifestar sua total indignação e repúdio ao aumento “abusivo” do Seguro obrigatório DPVAT (Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de via Terrestre), para Motocicletas, Motonetas, ciclomotores e similares.

De acordo com o publicado no Diário Oficial da União do dia 19/12, a partir de janeiro de 2008, o seguro (DPVAT) das motocicletas, sofrerá um reajuste da ordem de 38,25% passando dos atuais R$183,84, para R$254,16, ou seja, será 155,7 % mais caro que o valor cobrado dos proprietários de automóveis, que não sofrerá nenhum aumento, permanecendo nos atuais R$84,55.

Em persistindo esse aumento, o montante arrecadado com o DPVAT cobrado dos proprietários de motocicletas, será de quase 2,8 bilhões de reais, o que representa cerca de 7% do que o governo arrecadou com a CPMF.

Assim sendo à Associação Brasileira de Motociclistas (ABRAM) comunica a todos que:

Com o apoio das principais entidades do setor de duas rodas, estará usando os meios legais e cabíveis para barrar, coibir, anular essa “agressão” e “afronta” que querem impor aos motociclistas.

Nesse sentido, a ABRAM se vê no dever de orientar aos motociclistas a não efetuarem o pagamento “ANTECIPADO” do DPVAT que normalmente é cobrado junto com o IPVA, os motociclistas somente devem efetuar o pagamento do seguro obrigatório na data do licenciamento da Motocicleta, ou seja, entre o período de abril a dezembro de acordo com o final da placa.

Lucas Pimentel, presidente da ABRAM esclarece ainda: (…) “Nossa orientação baseia-se no fato de acreditarmos que a justiça prevalecerá, e esse aumento injustificável não se sustentará”, complementa.

ABRAM – Associação Brasileira de Motociclistas
Tel.: (11) 3338-2872 / (11) 7369-2350
e-mail: abrambrasil [arroba] abrambrasil.org.br
Web-site: www.abrambrasil.org.br

Compartilhe!