E o assunto das Motos Flex está quente!

Já falei sobre Motos Flex aqui, mas o assunto parece estar esquentando.

A Magneti Marelli, fabricante de sistemas eletrônicos para automóveis, exibiu no salão duas rodas o seu sistema de Injeção Eletrônica com sonda Lambda, que pode ser usado em motos de todas as cilindradas.


Segundo o fabricante, o sistema é composto por uma centralina com um software específico, que comanda os outros componentes da IE, uma sonda lambda, que analisa os gases resultantes da explosão para determinar a qualidade da mesma, um sensor de detonação, um de rotação, um de velocidade e um de temperatura. Com essas informações, a centralina é capaz de modificar a mistura de combustível para o ideal, independente do combustível utilizado: Álcool, gasolina pura ou a mistura dos dois em qualquer proporção.

A Moto usada para demonstrar o sistema foi uma Kasinski Seta 125cc, mas a tecnologia pode ser usada por qualquer moto, de qualquer fabricante interessado.

Em 2009, com a chegada da PROMOT 3, lei que controla os limites de emissão de poluentes das motos, a Injeção eletrônica exercerá um grande papel para manter as motos em conformidade. Apesar de seu uso não ser obrigatório, certamente será a saída mais fácil para homologar as motos em 2009.

Compartilhe!