Shit Happens

Pois é… acho que a melhor forma de definir é esta. Cagadas acontecem e ninguém está livre. Eu já tenho Motos a mais de 10 anos, sempre cuidei muito bem das minhas motos e sempre ajudei os outros a cuidar de suas motos, mas mesmo assim fui vítima de uma vacilada básica, medíocre, que não tem desculpa.

Eu tenho uma Honda NX4 Falcon 2006. É uma Moto 400cc.

Na quinta-feira, dia 20, eu acordei cedo, peguei a moto e fui de Osasco para Foz do Iguaçu. Uma viagem de 1100 km. Saí das 6h30 e cheguei lá as 18h00. 11h30 de viagem direto sem parar. A viagem foi bem tranquila apesar do ritmo… Eu decidi que queria fazer média horária e não ia parar pra descansar ou comer, e a cada parada para abastecer, eu comi uma barrinha de cereal. A Média só não foi melhor pois eu fui parado em uma blitz da polícia federal, e porque eu fiquei um longo treixo com pouca gasolina e reduzi a velocidade pra economizar combustível.

Enfim. Cheguei na casa da Luana as 18h00 em ponto. Olhei pra moto e falei “Você é F***!”. A moto veio muito bem, não apresentou nenhum sinal de problema, parecia que eu estava andando dentro da cidade. Simplesmente perfeito.

No Domingo, dia 23, carreguei a moto com toda a bagagem e fomos embora rumo a São Paulo. Uns 30 kg de bagagem no Bauleto, Alforges e mochilas. A moto estava bem pesada, mas ainda assim, veio muito bem… Porém, faltando 300 km pra chegar em casa, paramos para abastecer e ao ligar a moto novamente, percebi que o barulho horrivel que a moto estava fazendo. Como eu uso uma ponteira de escapamento esportiva que faz muito barulho, acabei não percebendo o barulho estranho no motor enquanto em movimento.

Ao verificar as possiveis origens do problema, percebi que havia ESQUECIDO DE VERIFICAR O ÓLEO… Pois é… o nível estava muito baixo, coloquei um litro inteiro de óleo (a capacidade é de 1.7 litros), e vim embora. A moto aguentou andar com o problema por todo o resto da viagem. Chegamos em casa tranquilos apesar do problema da moto e no dia seguinte levei a moto para a oficina (rodando com ela).

Bom, ontem saíu a lista do prejuizo: Fundiu pistão, aneis, biela, pino do pistão, cabeçote e camisa do cilindro. E o virabrequim vai ser recuperado na retífica, pois não foi muito afetado, e o resto não sofreu nenhum dano.

Vacilei com o óleo, a culpa é minha… não tem o que negar. O nível do óleo baixou, eu não fiz a revisão antes da viagem de volta e o resultado não poderia ser outro. Vacilo é isso mesmo… ninguém está livre. Mas ainda assim fiquei muito satisfeito com a moto, que apesar de tudo isso, continuou funcionando e não nos deixou na mão no meio da estrada.

Agora estou rodando com uma Honda XL 125 ano 85… É a moto “estepe” da família para esses casos. Tentei usar o carro mas é impossivel. Eu não consigo mais aceitar gastar 1h30 do meu dia para ir de casa até a faculdade.

Compartilhe!